Select Page

Santo Tirso leva ciclismo à escola

Santo Tirso é um dos primeiros municípios do país a colocar no terreno o programa “O Ciclismo vai à escola”, numa parceria entre a Câmara e a Federação Portuguesa de Ciclismo. Durante este ano letivo, os alunos do 3º e 4º anos de escolaridade das escolas do concelho vão aprender a andar de bicicleta. “Esta é uma forma de promover um estilo de vida ativo junto dos mais pequenos”, defende o presidente da autarquia, Joaquim Couto.

Cerca de 1000 alunos dos 3º e 4º anos das escolas de Santo Tirso vão aprender a andar de bicicleta, com o programa “O Ciclismo vai à escola”. O projeto arrancou esta segunda-feira, na Escola Conde S. Bento, com o objetivo de “combater o sedentarismo” e “dar ferramentas” aos mais novos para olhar para a bicicleta como um futuro meio de transporte.

De acordo com o presidente da Câmara, Joaquim Couto, que assinalou o arranque deste programa, Santo Tirso “apresenta um enorme potencial para a prática do ciclismo”, não só no contexto desportivo, mas também do ponto de vista “recreativo e quotidiano”. Por isso, apontou, “a bicicleta deve ser vista como um meio de transporte, ecológico e económico”, que “deve ser fomentado”.

A Câmara de Santo Tirso “tem em marcha um Plano Municipal de Mobilidade que pretende criar cerca de 20 quilómetros de ciclovia. Mas este trabalho de sensibilização para a utilização da bicicleta tem de começar a ser feita junto dos mais novos e é isso que pretendemos fazer com este projeto”, explicou o autarca.

Valorizando o papel da Câmara de Santo Tirso na promoção do uso da bicicleta, o presidente da Federação Portuguesa do Ciclismo, Delmino Pereira, revelou que este é um dos primeiros municípios do país a avançar com o projeto “O Ciclismo vai à escola”. “Queremos incentivar a prática do ciclismo, envolvendo a população, as instituições públicas e privadas em todo o território nacional. Santo Tirso é pioneiro ao colocar no terreno este programa”, realçou, dando conta que se pretende “maximizar o potencial desportivo e social do ciclismo”, ao mesmo que tempo que “se promove o exercício físico e estilos de vida mais saudáveis”.

Ainda segundo Delmino Pereira, há um elevado número de crianças que “nunca aprenderam a andar de bicicleta”, pelo que esta iniciativa “é fundamental” para que o ciclismo possa ser praticado ao longo da vida.

Para além de aprender a andar de bicicleta, o programa “O Ciclismo vai à escola” aborda ainda questões relacionadas com a segurança rodoviária, nomeadamente sinalética e regras de condução. Mobilizados para o efeito estão quatro técnicos, dois professores e dois técnicos de desporto.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização