Select Page

Urban Youth perpetua memória coletiva de Famalicão através da arte

Urban Youth perpetua memória coletiva de Famalicão através da arte

Mais de 100 jovens, dos 12 aos 35 anos, andam por diversas freguesias de Vila Nova de Famalicão a pintar murais que contam as histórias populares, as tradições e as lendas identitárias de cada localidade. Através do Urban Youth – o projeto de intervenção artistica urbana promovido pelo município, em conjunto com “A Casa ao Lado” – os jovens reabilitam e embelezam os espaços públicos, estudando e revelando factos e narrativas da memória coletiva.

Foi assim que aconteceu na freguesia de Gavião, cujo mural com cerca de 30 metros de cumprimento e três metros de altura está localizado no Parque das Ribeiras e foi visitado esta quarta-feira, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

Na parede, 16 jovens, desenharam e pintaram a imagem da águia Gavião e a imagem de nascimento de uma árvore, e do seu crescimento como que a proteger a população da Freguesia. A imagem da árvore surgiu de uma lenda da Freguesia, que foi descoberta pelos jovens e que relatava que uma árvore de grande porte que não passava despercebida a ninguém, era o marco da Freguesia.

Isso mesmo explicou um dos jovens envolvidos no projeto, Gonçalo Lopes afirmou que “é um projeto muito interessante que permite conhecer mais e melhor as freguesias de Famalicão”.

Para Paulo Cunha trata-se de um projeto “que permite levar a várias comunidades referências identitárias sobre a forma de pinturas ou gravuras em espaços centrais, frequentados por pessoas perpetuando uma identidade e uma memória coletiva”. O autarca mostrou-se surpreendido pelo resultado e pelo processo, sobretudo pela forma como conseguiram pôr o imaterial – a história da freguesia – num suporte físico e num espaço que é importante para a comunidade.

Para o diretor artístico de A Casa ao Lado, Ricardo Miranda, “não é só o ato de pintar, é o ato de conhecimento da história de cada local e o ato de se relacionar”. Para o responsável este projeto representa “um espaço de encontro e de trabalho em conjunto que proporciona aos jovens envolvidos a oportunidade de ficarem a conhecer melhor o território do concelho”. Também o presidente da Junta de Freguesia de Gavião, António Brandão, destacou o envolvimento dos jovens e mostrou-se satisfeito com o resultado que “representa bem a história da freguesia”.

Refira-se que desde 2016, já foram criados oito murais nas freguesias do concelho. Neste momento estão em execução os murais de Mogege, Louro/Mouquim e Vale S. Cosme.

Refira-se que o projeto “Urban Youth” é desenvolvido através do pelouro da Juventude do municipio e tem como objetivo promover o encontro e diálogo, entre jovens dos 12 aos 35 anos, no sentido de reforçar a coesão social e territorial através da arte.

No sentido de promover a atividade artística como instrumento de desenvolvimento económico, social e cultural, o projeto “Urban Youth” pretende ainda proceder à valorização de espaços urbanos através de intervenções artísticas como grafite e pintura.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização