Select Page

Hospital de Riba de Ave abre novas instalações em maio

Hospital de Riba de Ave abre novas instalações em maio

“A abertura desde novo espaço é uma excelente notícia para a região, para Famalicão e para os famalicenses”. Foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, se referiu à conclusão das obras de ampliação do Hospital Narciso Ferreira, em Riba de Ave. As obras estão praticamente concluídas e a nova estrutura deverá abrir ao público já no próximo mês de maio, com condições de excelência e novas funcionalidades. São quase seis mil metros quadrados de novas áreas que implicaram um investimento total de cerca de sete milhões de euros, como afirmou o diretor clínico desta unidade de saúde, Salazar Coimbra.

Os responsáveis falavam à comunicação social no final da visita de trabalho que o autarca efetuou às obras, na passada quinta-feira, dia 2 de abril. Paulo Cunha tem vindo a efetuar um périplo de visitas de trabalho pelas várias instituições de saúde sedeadas no concelho famalicense. Em Riba de Ave, o autarca reuniu com a direção do hospital e aproveitou para conhecer as novas instalações.

Para Salazar Coimbra, “esta nova estrutura vai trazer uma nova funcionalidade, uma nova motivação e novas condições de trabalho”. Por sua vez, a área que vai ficar devoluta será utilizada para um alargamento dos cuidados continuados que passará a disponibilizar até 57 camas, mas acima de tudo servirá para criar “um centro de excelência em oftalmologia”, salientou, explicando que serão construídas duas unidades de bloco operatório, apetrechadas de um novo equipamento raro para a cirurgia de cataratas a lazer. “Isto representa uma mais valia para este hospital e uma oferta quase única na área da oftalmologia”.

No novo espaço foi criada uma área para fisioterapia que concentrará todos os serviços desde ginásio a sala de hidroterapia, um aumento da zona de internamentos e novas salas de bloco operatório, para além de uma zona de apoio aos funcionários e um parque de estacionamento coberto.

Para Salazar Coimbra “esta nova unidade irá engrandecer a região e dar condições aos utentes para serem tratados com excelência”.

Também o presidente da Câmara Municipal destacou “a nova unidade de excelência e as novas competências do Hospital de Riba de Ave”, salientando que “a autarquia não fica indiferente a este projeto e que Famalicão ficará muito melhor servido na área da saúde”.

Paulo Cunha recordou que o município se prepara para receber novas competências na área da saúde e que neste momento está “a criar sinergias e parcerias, procurando fazer uma distribuição de meios e respostas concertadas. Estamos a convocar os agentes da saúde e os hospitais de Famalicão para fazerem parte deste projeto”,salientou.

“O que fazemos na área da saúde também é um fator de afirmação do nosso território e quando a Câmara Municipal diz que quer ter mais responsabilidades no sector da saúde não significa que quer interferir no sentido menos bom do termo no dossier da saúde, quer é dar contributos positivos e acima de tudo quer trazer para o processo todos os que estão no terreno e o hospital de Riba de Ave é uma excelente mais-valia para o concelho”, afirmou.

Neste sentido, Paulo Cunha manifestou o desejo de que, “no futuro, e num contexto de rede concelhia e regional, o hospital de Riba de Ave tenha um protagonismo maior”, sempre no sentido de que tudo o que já está a ser bem feito no território compete-nos aproveitar”, lembrando o notável serviço prestado por esta unidade em algumas áreas como ortopedia e oftalmologia.

O autarca elogiou ainda o papel desempenhado pela Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave referindo que “quando atual governo defende a solução da entrega a misericórdias dos cuidados de saúde, Riba de Ave já o é há muitos anos e isso nota-se no sucesso alcançado”.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização