Galardões municipais entregues no Dia da Cidade

A 9 de julho, o Município de Vila Nova de Famalicão comemora o 33.º aniversário de elevação a cidade. Pelas 17 horas deste dia, a Casa das Artes é palco da sessão solene comemorativa do aniversário, com a entrega dos galardões municipais a “35 personalidades e instituições famalicenses das mais diversas áreas, que contribuíram de forma relevante para a prossecução do bem comum e a valorização da identidade e do desenvolvimento do concelho”.

Agostinho Fernandes, ex-presidente da Câmara Municipal, e o empresário famalicense Carlos Vieira de Castro vão ser cidadãos honorários do Município de Vila Nova de Famalicão, a mais alta distinção de reconhecimento público municipal. “São dois exemplos de vida consensuais em Famalicão que queremos premiar pelo contributo que deram e que queremos que continuem a dar ao concelho de forma a dar visibilidade social a comportamentos que queremos ver estimulados e replicados o mais possível na sociedade famalicense”, refere o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.
A medalha de Honra do Município vai ser, este ano, entregue a Manuel Campos, empresário proeminente do setor da construção civil e obras públicas que regista um longo percurso no associativismo empresarial e que assume, entre outros cargos, a presidência da Associação dos Industriais da Construção e Obras Públicas – AICCOPN. Com o mesmo galardão será distinguido, a título póstumo, António Barros, fundador da AMOB, empresa que se tornou progressivamente líder mundial no fabrico de equipamentos para a indústria da metalomecânica.
Entre as categorias a distinguir com as medalhas de mérito municipal – Benemerência, Cultural, Económico, Autárquico, Desportivo –, destaque para o domínio cultural onde sobressai a presença de Irina Ramos, doutorada em Engenharia Química e Bioquímica pela Universidade norte-americana de Maryland, na qual desempenha responsabilidades docentes e que tem desenvolvido um papel relevante na promoção da investigação farmacêutica. No mérito económico, realce para a distinção que vai ser feita à Casa Pêga, restaurante de referência nacional da cozinha tradicional portuguesa que este ano está a comemorar 60 anos de existência, e para António Melo, sócio gerente da livraria Fontenova, que do alto dos seus 50 anos de vida permanece como um ponto de referência literária em Vila Nova de Famalicão.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem