Select Page

Empresas apostam cada vez mais na inovação

Empresas apostam cada vez mais na inovação

A ANI – Agência Nacional de Inovação anunciou hoje em Vila Nova de Famalicão que Portugal reforçou para o dobro o número de projetos na área da inovação com candidaturas a financiamento comunitário. “Nos concursos que fecharam em março, relativos a projetos demonstradores e de I&D em co-promoção, o número de candidaturas duplicou e o investimento associado também, o que superou as melhores expetativas da ANI. E há ainda a particularidade de a participação das infraestruturas científicas e tecnológicas ter crescido cerca de 30 por cento”, revelou Diana Costa.

A responsável pela Unidade de Promoção Integrada do Apoio à I&D Empresarial da ANI falava na abertura da segunda etapa das Jornadas para a Inovação, que decorreu nesta quinta-feira, 31 de março, nas instalações da CESPU, uma das quatro entidades famalicenses do sistema científico e tecnológico nacional incluída na rota deste dia aberto das infraestruturas tecnológicas. “Estas jornadas concorrem para promover a competitividade das empresas e a colaboração mais próxima com os centros do saber, uma relação que tem adquirido no país uma dimensão bastante positiva”, enalteceu.

As universidades CESPU e LUSÍADA e os centros tecnológicos CITEVE e CeNTI abriram as suas portas para receber os empresários famalicenses, cerca de três dezenas, que participaram nesta iniciativa promovida pela Câmara Municipal, através da Rede Famalicão Empreende, e com a chancela Famalicão Made IN, sensibilizando-os para a importância da inovação nas empresas, condição essencial para o seu crescimento e competitividade.

Esta tónica dominou também as intervenções realizadas na sessão de abertura por Braz Costa, Diretor-geral do CITEVE e do CeNTI, Almeida Dias, Presidente da CESPU, e Leonel Rocha, Vereador do Empreendedorismo na autarquia famalicense. “Este encontro de interesses entre as empresas e o universo do conhecimento e da investigação, numa lógica de trabalho em rede, representou mais um contributo para as empresas conhecerem as competências de inovação e investigação destas entidades e algumas das soluções para os seus desafios. E com isto o município só fica a ganhar”, notou o autarca.

Em janeiro realizou-se a primeira etapa destas Jornadas para a Inovação. Dessa vez, investigadores de instituições do sistema científico e tecnológico do Norte de Portugal deslocaram-se a oito empresas famalicenses dos sectores têxtil e do vestuário e agroalimentar para conhecer as principais necessidades das empresas neste domínio e recolher oportunidades e pistas para investigação futura.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização