https://muroplaco.pt/pt

Casa de Camilo assinala 191.º aniversário do nascimento do escritor

É já esta quarta-feira, dia 16 de março que se assinala o 191.º aniversário do nascimento do escritor Camilo Castelo Branco. Para comemorar a efeméride, a Casa deCamilo em S. Miguel de Seide, Vila Nova de Famalicão, preparou um programa com várias iniciativas.

Pelas 18h00, será inaugurada a exposição de homenagem ao Padre Benjamim Salgado, que foi diretor da Casa de Camilo, entre 1972 e 1978, ano da sua morte. Segue-se a apresentação da nova edição do Boletim da Casa deCamilo, uma publicação com 52 anos de existência.

A exposição reúne fotografias do Museu antes das obras de que foi objeto, em meados dos anos 70 do século XX, doações camilianas (livros, correspondência, iconografia…) no tempo em que Benjamim Salgado desempenhou o cargo de Presidente da Câmara Municipal e, posteriormente, as funções de Diretor do Museu, livros, de sua autoria ou da responsabilidade de outros autores, editados pela Casa de Camilo durante o seu mandato de Diretor do Museu, entre outros bens culturais.

No que diz respeito ao Boletim da Casa de Camilo, será apresentado o n.º 1 da 5.ª série. O último boletim foi publicado em 1999. Esta Série divulga textos científicos sobre temas relacionados com a vida e a obra de Camilo, apresenta uma entrevista a uma personalidade que se tenham evidenciado no estudo dos textos camilianos, compila informação relacionada com edições de cariz camiliano ou respeitante a investigação produzida em contexto universitários, entre outros aspetos.

A Direção do Boletim é da responsabilidade de José Manuel de Oliveira, que exerce as funções de diretor da Casa de Camilo e do Centro de Estudos Camilianos, desde janeiro de 2014.

Recorde-se que o dia fica ainda marcado pela chegada às livrarias de uma nova edição das Obras de Camilo Castelo Branco, a cargo da Glaciar. Aproveitando, as comemorações a editora dá à estampa o primeiro volume que junta os romances “Anátema” e “Vingança”. Prefaciado por Francisco José Viegas, a publicação tem fixação de texto de Sérgio Guimarães de Sousa e João Paulo Braga. Na capa, reproduz-seCamilo pela mão do mestre Júlio Pomar

Entretanto, as comemorações do nascimento de Camilo Castelo Branco continuam na noite de sexta-feira, com a iniciativa “Serões de Camilo”.

Reviver os serões de Camilo: os livros que leu, a música que ouviu. É esta a proposta do recital de aniversário de nascimento de Camilo Castelo Branco. Na primeira parte, viaja-se por entre textos de alguns dos autores que mais o influenciaram. Depois, escuta-se árias de ópera de Verdi, Bellini e Rossini que Camilo ouviu repetidas vezes no Real Teatro de São João e a reviver episódios caricatos como a disputa entre cartistas e setembristas no que toca a “primas donnas”…

A iniciativa decorre no auditório do Centro de Estudos Camilianos, pelas 21h30, com entrada gratuita.

Leia também...