Bombeiros Tirsenses reativam Equipa de Intervenção Permanente – Jornal do Ave

https://muroplaco.pt/pt

Bombeiros Tirsenses reativam Equipa de Intervenção Permanente

Sabendo da “pretensão” dos Bombeiros Voluntários Tirsenses em reativar a Equipa de Intervenção Permanente (EIP), a Câmara Municipal de Santo Tirso desenvolveu um conjunto de “démarches” junto do secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes.

Fruto desse diálogo, a Câmara Municipal de Santo Tirso, a Autoridade Nacional de Proteção Civil e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários Tirsenses vão assinar, “brevemente”, um protocolo que prevê a reativação de uma equipa de cinco bombeiros em regime de permanência. Assim, a autarquia vai “comparticipar em 50 por cento os custos da criação da EIP”, sendo que “a outra metade fica a cargo do Ministério da Administração Interna”. A comparticipação da Câmara será de “cerca de 30 mil euros por ano”.

Segundo nota de imprensa da autarquia, a EIP dos Bombeiros Voluntários Tirsenses será constituída por “cinco bombeiros em regime de permanência, todos os dias úteis” e terá como missão “garantir o socorro à população do concelho de Santo Tirso, numa área de atuação que representa 34 por cento da área total do Município, abrangendo 32 mil dos cerca de 71 mil residentes em Santo Tirso”. “É mais um exemplo do esforço que a Câmara Municipal tem vindo a desenvolver com vista a apoiar os bombeiros do concelho e a melhorar a qualidade da prevenção e do socorro prestados à população de Santo Tirso”, afirmou Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso.
Para o edil tirsense houve dois aspetos decisivos para o desfecho do processo concluído por este Governo, o facto de o secretário de Estado da Administração Interna ter tido “um papel fundamental” ao acompanhar, “desde a primeira hora, o processo de diálogo, demonstrando uma grande preocupação para com as questões da melhoria da proteção civil e do socorro prestado à população”. O segundo aspeto teve a ver com o facto de a Câmara Municipal ter feito “um esforço financeiro com vista a tornar possível o objetivo dos bombeiros”, sem “nunca desistir, com o anterior e o atual Governo, de chamar a atenção da tutela para a importância da valorização dos corpos de bombeiros voluntários”.
A par da EIP que vai ser reativada nos Bombeiros Tirsenses, a Câmara Municipal também já financia as equipas permanentes nos Bombeiros Voluntários de Santo Tirso e de Vila das Aves, num investimento de “mais cerca de 60 mil euros por ano”. Em matéria de apoios atribuídos aos bombeiros e à proteção civil, a Câmara Municipal tem encargos assumidos na “ordem dos 200 mil euros por ano”.

Leia também...