Connect with us

Auto Soluções

V.N. de Famalicão

BE questiona sobre “falta de material” no hospital

Published

on

Os deputados do Bloco de Esquerda, Pedro Soares e Moisés Ferreira, questionaram o Governo, através do Ministério da Saúde, se o Centro Hospitalar do Médio do Ave (CHMA) está confrontado com “algum problema grave de falta de material que traga perturbações ao normal funcionamento da unidade de Famalicão”.
A questão surge no seguimento dos vários adiamentos da “cirurgia ao aparelho auditivo” de “uma utente do Serviço Nacional de Saúde” (SNS), que foi “desmarcada, segundo informação dada à utente”, devido à “falta de material para a sua execução, alegadamente problemas com a esterilização de um equipamento”, lê-se no documento enviado pelo BE. “Posteriormente, a comunicação social noticiou que o novo adiamento estaria relacionado com a necessidade de se proceder a uma cirurgia urgente, apesar de a desmarcação ter sido feita quatro dias antes da intervenção programada”, adiantou a mesma fonte.
Nesse sentido, o Grupo Parlamentar do BE questionou se o Governo “tem conhecimento das situações que levaram ao adiamento, por duas vezes, de uma cirurgia no Hospital de S. João de Deus, em Famalicão, marcada inicialmente para dia 16 de janeiro e, posteriormente, para 24 de fevereiro”. Além disso, o BE quer saber “a que se deve o duplo adiamento da referida intervenção cirúrgica e o que levou o CHMA a adiar sine die uma cirurgia que chegou a estar programada há quase três meses”. “O CHMA está confrontado com algum problema de capacidade de internamento e, por essa razão, tem procedido ao adiamento de cirurgias?”, questionou ainda.

Continue Reading

V.N. de Famalicão

Centro de Atletismo de Famalicão avança para novo concurso público

Equipamento vai permitir a prática de todas as modalidades associadas ao Atletismo

Published

on

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai lançar o concurso público para a construção do futuro Centro de Atletismo de Famalicão com um preço base de 6,6 milhões de euros (mais IVA). A proposta para a decisão de contratar será apreciada amanhã, quinta-feira, em reunião do executivo municipal, com recurso a concurso limitado por prévia qualificação, com publicidade internacional.

Esta decisão segue-se à anulação de um anterior concurso, na altura apenas para a construção da infraestrutura desportiva, que ficou deserto. Depois de reformular o projeto, a Câmara inclui agora a totalidade da obra no concurso e espera ter o novo equipamento desportivo concluído no prazo máximo de 900 dias após a adjudicação.

O projeto prevê a construção integral da pista de atletismo, com oito corredores, e relvado interior, bancada coberta com cobertura metálica com as respetivas construções (armazéns e sanitários) por baixo da bancada, acesso pedonal principal(atletas e público), edifício principal (parte administrativa, balneários e zonas técnicas) edifício photo-finish, sistema de iluminação da pista, vedações, muros de vedação e de suporte de terras, sistema de drenagem de águas pluviais e deáguas sub-superficiais. Inclui, ainda a construção de todos os arranjos exteriores fora do perímetro da pista, o percurso de aquecimento em saibro e respetiva iluminação, bancada descoberta (topo norte), acesso viário norte e parque de estacionamento no topo sul.

O Centro de Atletismo vai nascer na zona norte da cidade, uma área em amplo desenvolvimento urbanístico na zona do Talvai, freguesia de Vila Nova de Famalicão, na interseção da estrada nacional 206 e da estrada nacional 14. A bancada coberta terá uma capacidade para 731 lugares, enquanto a bancada descoberta poderá suportar 350 espetadores adicionais num total de 1000 lugares sentados.

Pretende-se com esta infraestrutura colmatar a necessidade de um espaço desportivo no município dedicado de forma integral à prática de Atletismo, em todas as suas disciplinas, que dê resposta ao elevado número de associações e atletas que praticam esta modalidade no concelho (com cerca de 200 atletas federados, para além de atletas amadores).

Continue Reading

V.N. de Famalicão

Dias à Mesa regressam a Famalicão com conjugação de gastronomia com cultura

Dias à Mesa regressam a Famalicão com conjugação de gastronomia com cultura

Published

on

Os Dias à Mesa estão de regresso a Famalicão. De fevereiro a novembro, o melhor da cozinha tradicional minhota conjuga-se com as mais suculentas propostas culturais famalicenses para um banquete de sabores e de diversão.

Aproveitando a época carnavalesca e a tradição do Domingo Gordo, os primeiros Dias à Mesa de 2023 são dedicados aos sabores do tradicional Cozido à Portuguesa, que vão estar em destaque de 16 a 19 de fevereiro nos restaurantes aderentes: Amaury, Moutados, Com Requinte, Churrascão Sousa, O Prato, Alfa Restaurante, Garfo Dourado e Cozinha da Lúcia.

Mas até ao final do ano haverá mais cinco fins de semana de Dias à Mesa.

O cabrito assado, associado à celebração da Páscoa, abrirá o apetite em abril. Já no mês de maio, associado à Festa de Maio: Flores & Trocas, os produtos da terra estarão em destaque numa ementa vegetariana. Em junho, mês das Festas Antoninas, haverá a típica Sardinha Assada e depois das férias, em setembro, a Galinha Mourisca, prato da ementa camiliana, fará as delícias dos apreciadores da boa gastronomia, como complemento à Feira Grande de S. Miguel. Os Dias à Mesa terminam em novembro, mês das festas de S. Martinho e da castanha, com uma ementa dedicada aos rojões, acompanhados por este fruto outonal.

Refira-se que, à semelhança dos últimos anos, Dias à Mesa mantém o desconto de 10% direto nos restaurantes, mas também nos alojamentos aderentes – B & B Hotel Famalicão, Villam Natura & Spa, Quinta de Pindela, Quinta de S. Vicente, Vivenda Mendes, Vivenda Mendes 2, Saladestar, Casa das Cortinhas, Casa Ana Monteiro, Villa Prime, Host in Olivença, Hotel Moutados e Solar da Saudade -, para os visitantes que se desloquem a Vila Nova de Famalicão durante os dias em que decorre cada momento anunciado. A promoção não é acumulável com outros descontos e é válida mediante reserva direta nos estabelecimentos aderentes.

Continue Reading

Pode ler também...