Select Page

Aves venceu o Moreirense

Aves venceu o Moreirense

O D. Aves, da Segunda Liga, tornou-se este sábado o primeiro tomba gigantes da Taça de Portugal, ao bater em casa o Moreirense, da Liga NOS, por 3-2, após prolongamento.

Um golo de Cássio, aos 91 minutos, selou o triunfo da formação da Vila das Aves, que forçou o tempo extra aos 90’+4, graças a um livre direto de Nélson Pedroso, quando o conjunto de Moreira de Cónegos parecia certo na quarta ronda.

A formação da Segunda Liga marcou primeiro, aos 70 minutos, numa grande penalidade concretizada por Pedró, mas os forasteiros ainda deram volta, com tentos de Rafael Martins, também de penálti, aos 81′, e Iuri Medeiros, aos 89′.

Com o Aves a mostrar cedo vontade de dominar a partida e, com isso, condicionar a ação do vizinho de Moreira de Cónegos, a primeira parte acabou por ser quase de sentido único, ainda que os avenses não tenham conseguido concretizar as ameaças construídas.

Com Tarcísio a ser a peça com que o Aves gerava desequilíbrios nas transições ofensivas, foi do número 8 do Aves a primeira ocasião de perigo, quando, após combinar com Perdigão, aos cinco minutos, atirou para defesa de Stefanovic.

Numa rara iniciativa bem-sucedida dos cónegos, Iuri Medeiros (14′) surgiu na área a rematar, mas fê-lo por cima do travessão, respondendo Pedró (26′) num remate em arco pleno de intenção, na cobrança de um livre direto.

Explorando a morosidade dos visitantes nas saídas para o ataque, o Desportivo das Aves soube prevalecer até ao intervalo, acabando o primeiro período com um remate de Renato Reis a sair também perto da baliza.

O descanso não alterou a lógica do jogo, continuando os locais por cima. Depois de Tarcísio (49′) rematar forte sobre o travessão do limite da área, Nélson Pedroso voltou a testar a pontaria de livre direto (60′), mas sem sucesso.

Na sequência de um lance na área do Moreirense, em que o árbitro assinalou derrube de Marcelo Oliveira a Renato Reis (69′), Pedró não vacilou e abriu o marcador de grande penalidade.

O lance espevitou os visitantes e o recém-entrado Boateng foi atingido pelo cotovelo de Emanuel (79′) na área avense, com Carlos Xistra a mandar também marcar penálti. Chamado a converter, Rafael Martins repôs a igualdade.

A reviravolta deu-se aos 89 minutos, num livre direto do internacional sub-21 Iuri Medeiros, que atirou forte, fazendo a bola entrar junto ao poste esquerdo.

A resposta avense surgiu também de livre direto, num remate a 35 metros de Nélson Pedroso (90’+4) que fez a bola entrar no ângulo superior direito, atirando o jogo para o prolongamento.

Logo a abrir o tempo extra, aos 91 minutos, o Aves deu nova cambalhota no marcador, num desvio de cabeça de Cássio, após cruzamento de Renato Reis.

Depois de Diogo Freire travar todas as investidas dos cónegos até ao final do prolongamento, os locais festejaram o apuramento.

Jogo no Estádio do CD Vila das Aves, na Vila das Aves.

Aves – Moreirense, 3-2 (a.p.)

Ao intervalo: 0-0.

No final do tempo regulamentar: 2-2.

No final da primeira parte do prolongamento: 3-2.

Marcadores:

1-0, Pedró, 70′ (g.p.)

1-1, Rafael Martins, 81′ (g.p.)

1-2, Iuri Medeiros, 89′

2-2, Nélson Pedroso, 90’+4.

3-2, Cássio, 91′.

Equipas:

– Aves: Diogo Freire, Vítor Alves (Zé Valente, 80), Marcos Valente, Emanuel, Nélson Pedroso, Eriksson, Pedró, Perdigão (Cássio, 85), Tarcísio, Renato Reis e Theo Mendy (Felipe Martins, 57).

(Suplentes: Quim, Dimytro, Felipe Martins, Zé Valente, Anton, Joel Silva e Cássio).

Treinador: Ulisses Morais.

– Moreirense: Igor Stefanovic, Corona, André Micael, Marcelo Oliveira, Evaldo, Rafael Sousa (Emmanuel Boateng, 76), Battaglia, Vítor Gomes, Iuri Medeiros (Luís Carlos, 90) Ernest (André Fontes, 61) e Rafael Martins.

(Suplentes: Nilson, Alan Schons, André Fontes, João Sousa, Luís Carlos, Patrick Andrade e Emmanuel Boateng).

Treinador: Miguel Leal.

Árbitro: Carlos Xistra (Castelo Branco).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Eriksson (15), Vítor Alves (19), Corona (26), Marcelo Oliveira (45), Rafael Sousa (58), Emanuel (79) e Vítor Gomes (90+2).

Assistência: Cerca de 1.000 espetadores.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização