Select Page

Video – Famalicão perdeu com o Santa Clara

Video – Famalicão perdeu com o Santa Clara

Um penálti convertido por Lincoln, aos 35 minutos, permitiu hoje ao Santa Clara derrotar o Famalicão, por 1-0, em jogo da 18.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, e encerrar uma série de duas derrotas na competição.

Depois de ter chegado à vantagem numa primeira parte em que foi melhor, a turma açoriana aguentou a intensa reação dos minhotos na segunda parte e ‘carimbou’ o segundo triunfo nos últimos 11 jogos do campeonato, que lhe permite ascender, provisoriamente, ao 12.º lugar, com 20 pontos.

Já os famalicenses, quase sempre ‘desinspirados’ no ataque, apesar de ocasiões para empatar no início da segunda parte, desaproveitaram de novo o fator casa, após o empate da ronda anterior, com o Marítimo (1-1), e, com 31 pontos, arrisca-se a perder o terceiro lugar, caso o Sporting vença o Marítimo, na segunda-feira.

Com Francisco Ramos de volta ao meio-campo para substituir Osama Rashid, a turma insular apresentou-se dinâmica em Famalicão e criou a primeira ocasião de golo aos cinco minutos, quando João Afonso cabeceou por cima, após canto de Lincoln.

A formação minhota, que também iniciou o jogo com uma alteração – Toni Martínez rendeu Anderson no eixo do ataque -, aliviou a pressão açoriana a partir do minuto 10 e subiu no terreno, mas só chegou com à baliza com algum perigo aos 19, quando Marco saiu a tempo de evitar o remate de Martínez.

Os pupilos de João Henriques continuaram, porém, a ter bola, sobretudo pela ala direita, graças às ações de Patrick e de Guilherme Schettine, e chegaram à vantagem numa grande penalidade cometida aos 32 minutos, por Racic sobre Carlos Júnior, jogador em posição irregular no começo do lance: na conversão, Lincoln atirou ao ângulo superior direito e estreou-se a marcar esta época.

A equipa anfitriã ‘despertou’ após o golo sofrido, acelerou a construção ofensiva e, até ao intervalo, ‘empurrou’ o Santa Clara para a sua área, tendo ficado perto do empate num remate de Toni Martínez ao lado, aos 38 minutos.

Os homens de Famalicão aproveitaram o ‘embalo’ dos instantes finais da primeira parte para aparecerem mais fortes na segunda, exibindo uma velocidade com bola que lhes permitiu ganhar cinco cantos nos primeiros 10 minutos e ameaçar o golo num desvio de Toni Martínez, ao lado (49) e num remate por cima de Diogo Gonçalves (51).

Incapaz de acompanhar o ritmo famalicense, o conjunto de Ponta Delgada defendeu recuado e viu Marco negar, aos 58 minutos, o golo a Diogo Gonçalves, extremo que subiu de rendimento na etapa complementar do desafio.

Os minhotos perderam discernimento a partir dos 70 minutos e, apesar de terem ameaçado a igualdade num disparo de Racic, ao lado (78), e num cabeceamento de Riccieli (90), estiveram também perto de sofrer o segundo golo, novamente por Lincoln (86).

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização