Select Page

Uma década de Amigos do Pedal

Uma década de Amigos do Pedal

Dez anos a serem Amigos do Pedal. A associação famalicense, que se dedica à prática do BTT, assinalou o seu 10.º aniversário com uma sessão no café-concerto da Casa das Artes, onde apresentou o livro “10 Anos dos Amigos do Pedal” e o novo website da associação.

Foi por considerar “importante encerrar esta década”, que a Amigos do Pedal decidiu editar um livro que transmitisse “os pontos que mais marcaram a associação”. Já o novo website surge de “uma necessidade dos utilizadores”, uma vez que o anterior estava “muito pesado”, devido ao “um milhão e meio de imagens”, e também “não era de fácil consulta”.
Para Paulo Machado Ruivo, presidente da direção da Associação Amigos do Pedal, esta década de atividade foi “um sonho” e, por isso, “repetia” tudo o que foi feito. E se há quem pense que esta é uma Associação organizada, o presidente declarou que “não sabem a desorganização” que é este grupo, formado por “uma cambada de índios”, com “uma força e uma vontade de viver enorme e uma enorme vontade de se divertir”. E para se perceber “o espírito genuíno do próprio grupo”, Paulo Machado Ruivo denotou que se “perguntar o que se vai fazer no próximo domingo ou em julho ninguém sabe, nem ninguém quer saber”, havendo até “domingos em que uns vão para um lado e outros vão para outro”.
A sessão serviu ainda para apresentar o calendário de provas deste ano, que conta com a organização do Duatlo de Famalicão, as 24 horas de BTT e as 3 horas noturnas de BTT. O presidente anunciou que as 24 horas de BTT vão decorrer num percurso “completamente diferente e mais apelativo”.
Mas as novidades não se ficam por aqui. “Preocupados com o percurso” das 24 horas, a Associação Amigos do Pedal, liderada por Paulo Machado Ruivo, vai deslocalizar a prova para outro local do concelho, a partir de 2018, que seja “suficientemente grande para acomodar mil e tal atletas, mais o público, os familiares e patrocinadores”. “Estamos a pensar num sítio que reúna todas as condições de segurança, de higiene e de conforto para os atletas e que também permita, em simultâneo, criar um bom percurso para que as 24 horas continuem a ser desafiantes”, mencionou.
Presente na sessão, Mário Passos, vereador do pelouro do Desporto da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, fez uma avaliação “muito positiva” desta primeira década dos Amigos do Pedal, ficando “muito satisfeito por verificar que os projetos para o futuro se mantêm intactos e que o cansaço destes últimos dez anos não vai beliscar o futuro desta associação”.

Maratona de BTT não será organizada

“A Maratona é o capítulo encerrado na associação Amigos do Pedal”. Quem o diz é o presidente Paulo Machado Ruivo, que garantiu que, “enquanto estiver na presidência da Associação e como chefe de gabinete do presidente da Câmara”, a Maratona de BTT em Famalicão “acabou”, porque “o que aconteceu o ano passado foi mau demais para ser verdade”.
Recorde-se que na última Maratona de BTT, organizada a 8 de maio de 2016, além dos boatos de que a prova tinha sido cancelada, foram feitos atos de vandalismo e de sabotagem, como a retirada de fitas de sinalização e a desmobilização das autoridades e de colaboradores de pontos estratégicos, colocando em causa a segurança das centenas de participantes. “Tivemos que deslocar imensos meios de uns sítios para outros, para garantir a segurança dos atletas, porque quem fez aquela brincadeira esqueceu-se que estavam ali 800 pais/mães, maridos, esposas, filhos e que podia ter acabado mal”, recordou.
Por essa razão, a associação decidiu não organizar esta prova, uma decisão que “custa pessoalmente” a Paulo Machado Ruivo, uma vez que esta fora “a primeira prova” da Amigos do Pedal. “Em 2009 realizou-se e, como foi sabido, correu muito mal e nós pegamos no negativo e conseguimos fazer deste um dos eventos de referência no norte do país, mas nem tudo vale a pena e a maratona é um ponto arrumado na associação a médio prazo”, garantiu.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização