Select Page

Pulseira eletrónica para homem que agrediu esposa e filha

Pulseira eletrónica para homem que agrediu esposa e filha

O Comando Territorial do Porto da Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas do Porto, deteve um homem com 41 anos, pelo crime de violência doméstica, no concelho de Santo Tirso, no dia 17 de setembro.

“Na sequência de uma investigação pelo crime de violência doméstica, que teve a duração de uma semana, os militares apuraram que o suspeito injuriava e ameaçava de morte de forma reiterada, especialmente quando estava sob o efeito de bebidas alcoólicas, a vítima, sua esposa, de 40 anos. Mais recentemente, foi vítima de agressões físicas violentas, tendo agredido também a filha de ambos, quando esta tentava defender a mãe, o que levou ao encaminhamento das vítimas a uma instituição de emergência, ficando em segurança”, pode ler-se no comunicado da Guarda enviada à redação.

No cumprimento das diligências, a autoridade apurou que o homem tinha na sua posse armas de fogo, levando a que fossem cumpridas buscas a residências e veículos. Foi apreendida uma arma de ar comprimido, uma faca de mato, uma caixa de chumbos calibre 4,5mm e uma coronha de arma de caça.

Presente, no dia seguinte, a 1.º interrogatório judicial, no Tribunal de Instrução Criminal de Matosinhos, o homem viu ser-lhe aplicadas as medidas de coação de afastamento da residência e proibição de contacto por qualquer meio com a vítima, não se podendo aproximar num raio de 200 metros, estando a ser controlado por pulseira eletrónica. O alegado agressor está ainda obrigado a tratar a dependência do álcool.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização