Investimento local garante Clínica da Mulher e da Criança no Hospital de Famalicão – Jornal do Ave

https://muroplaco.pt/pt

Investimento local garante Clínica da Mulher e da Criança no Hospital de Famalicão

Entrou hoje em funcionamento a Clínica da Mulher e da Criança da unidade de Vila Nova de Famalicão do Centro Hospitalar do Médio Ave. Com um investimento global na ordem do 300 mil euros, a nova infraestrutura de saúde é resultado de uma inovadora parceria entre a administração do hospital, a autarquia famalicense e a sociedade civil famalicense. A Câmara Municipal garantiu 50% do financiamento e ajudou a mobilizar a sociedade civil para o projeto que, ao abrigo do mecenato, garantiu a outra metade do investimento realizado.

A Clínica da Mulher e da Criança é, assim, “uma obra de todos”, como o reconhece a administração do hospital através de uma mensagem exterior de agradecimento às entidades que tornaram possível a concretização do projeto. 

A clínica concentra os cuidados de saúde prestados à Mulher, à Criança e ao Adolescente numa unidade totalmente inovadora, oferecendo um serviço mais moderno e adequado às necessidades existentes, permitindo que os utentes recebam tratamento sem entrarem na área hospitalar.  O espaço ocupa a área das antigas urgências do Hospital, na zona lateral do edifício, o que potenciou também a modernização desta área.

“A área Materno-Infantil sempre foi uma área de excelência do hospital, composta de grandes profissionais, reconhecida por todos. Criamos este projeto com o objetivo de continuar a apostar nesta área, concentrando todos os serviços de saúde de ambulatório de pediatria, ginecologia e obstetrícia, num único espaço mais moderno, com mais conforto e com maior privacidade para os utentes”, referiu o presidente do Conselho de Administração, António Barbosa, aquando a apresentação do projeto. 

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, elogia o envolvimento da sociedade civil no projeto que, em conjunto com a autarquia, “permitiu a concretização de uma obra de superior interesse público, que significa um contributo liquido local para a melhoria da qualidade dos cuidados de saúde prestados em Famalicão pelo Serviço Nacional de Saúde.” “Está de parabéns Famalicão e os famalicenses por esta capacidade de mobilização e de compromisso comunitário”, conclui o autarca

Leia também...