https://emac.autosolucoes.pt/

Indaqua alerta para falta de qualidade da água de poços e furos particulares

A conclusão foi divulgada em comunicado, a 22 de março. Numa “análise a 45 captações particulares de água nos concelhos de Santo Tirso e Trofa”, a Indaqua apurou que “67 por cento não cumprem os padrões que garantem a segurança e a qualidade da água”.

Estes dados estão vertidos no estudo “Qualidade da água das captações particulares”, que a empresa de abastecimento de água indica ter realizado “com recursos a técnicos e laboratórios independentes”.
“No Dia Mundial da Água, a Indaqua vem relembrar que a contaminação deste bem precioso é, muitas vezes, invisível. Prova disso são as captações particulares, como furos ou poços, que apesar de apresentarem água sem cor, cheiro ou sabor escondem muitas vezes riscos para a saúde de quem a consome”, refere, no comunicado.
De acordo com a empresa, a análise decorre desde 2018, em 45 captações, “mediante autorização dos clientes, cujos consumos muito baixos (inferiores a 2m3) revelam a não utilização de água da rede pública para consumo, apesar de a terem disponível em casa”. “Para todos os casos em incumprimento da legislação relativa à qualidade da água, os clientes foram informados dos riscos que correm ao utilizar as suas captações particulares para consumo humano e receberam os resultados das análises”, acrescentou a Indaqua.
O estudo abrangeu outros quatro concelhos. No total, das “805 captações” analisadas, “77 por cento estão contaminadas”. “A Indaqua identificou na água bactérias e outros elementos prejudiciais à saúde, que podem provocar, entre outros problemas mais graves, dores abdominais intensas e gastroenterites virais”, pode ler-se no comunicado.
Anabela Alves, diretora-geral da Indaqua Santo Tirso/Trofa, sublinha que o estudo, realizado “no âmbito de seu programa de educação e sensibilização ambiental”, serve “para consciencializar as famílias de que o consumo de água de poços e furos representa um sério risco para a saúde pública” e que “evitá-lo passa por algo tão simples como consumir água da rede pública, que para além de mais segura é também mais barata do que a água engarrafada”.
Em Santo Tirso e Trofa, a taxa de adesão ao abastecimento público de água é de 81,2%. Existem mais de 17 mil habitantes que ainda não estão ligados à rede, mesmo quando esta existe junto das suas habitações.

Leia também...