Auto Soluções- Campanha verão 2022

Famalicão vai crescer para Norte

A cidade de Vila Nova de Famalicão vai esticar para Norte, na sequência da Unidade de Execução Urbanística que está a ser preparada para a zona envolvente ao Palácio da Justiça de Vila Nova de Famalicão e cujo período de discussão pública decorre até ao próximo dia 10 de janeiro. A Câmara Municipal realizou ontem, dia 5, uma sessão de esclarecimento sobre esta operação urbanística, que contou com a presença de cerca de sete dezenas de cidadãos, prestando todos os esclarecimentos necessários e tendo recolhido desde logo um conjunto de sugestões  relacionadas com o processo.

Na sequência da proposta, que prevê um prazo de execução de cinco anos para as suas duas fases, a  Avenida Engenheiro Pinheiro Braga será duplicada com duas faixas de rodagem para cada lado, e será construída uma ciclovia, também de cada lado da rua, passeios para peões e arborização. Está prevista ainda a criação de duas novas rotundas entre a rotunda de Santo António e a  rotunda de acesso à Variante Nascente, em Gavião. Junto ao Palácio da Justiça vai nascer um novo arruamento de ligação entre  a Av. Eng. Pinheiro Braga e a Rua 20 de Junho, de acesso à Escola Básica D. Maria II, e será construído um novo arruamento entre a Rua Gavião Real e a Rua de S. Vicente.

Será renaturalizada a linha de água que atravessa a zona e que desagua no Ribeiro de Talvai, com reabilitação das margens ribeirinhas e criação de percursos pedestres.  Francisca Magalhães, diretora do Departamento de Ordenamento e Gestão Urbanística do Município de Vila Nova de Famalicão, respondeu a todas as questões e falou “num projeto, que vai ao encontro de um desenvolvimento urbano harmonioso, uma articulação funcional, que assegura a justa repartição de benefícios e encargos pelos proprietários, bem como a integração das áreas afetas a espaços públicos e equipamentos”.

Ao todo, o principal promotor privado, que detém mais de 81 mil metros quadrados de terrenos no local, vai ceder para zona verde e arruamentos perto de 50 % dessa área, para além de ficar obrigado à execução das infraestruturas, como a requalificação da referida avenida.

Os cidadãos interessados em participar na discussão pública têm os documentos disponíveis para análise em www.famalicao.pt/unidade-de-execucao-1—area-envolvente-ao-palacio-da-justica, e poderão formular reclamações, sugestões ou observações, dirigidas ao Presidente da Câmara Municipal, através do email camaramunicipal@famalicao.pt ou por via postal até dia 10 de janeiro.

Leia também...