Famalicão dá corpo a sete máquinas sonhadas por 500 crianças

Famalicão dá corpo a sete máquinas sonhadas por 500 crianças

O projeto MyMachine Famalicão está em curso envolvendo centenas de alunos desde o 1º Ciclo até à Universidade. Em breve, serão apresentadas sete máquinas sonhadas e desenhadas por 500 crianças do concelho que contaram com a ajuda de “designers” e “engenheiros” da Universidade Lusíada e dos “técnicos” de várias escolas profissionais, para a sua construção.

Este é já um projeto consolidado e desejado por todos os intervenientes. Todos aguardam com expetativa o resultado final de como é possível materializar um sonho de uma criança.

Está tudo a ser preparado para que, no próximo dia 28 de maio, todos possam conhecer as novas máquinas. Nesta data, o MyMachine Famalicão organizará a exposição final do projeto de 2019-2020.

Este ano, as máquinas que estão já em construção incidem sobre problemas ambientais e no relaxamento de forma a acalmar corpo e mente.

A máquina que representa o Agrupamento de Escolas (AE) D. Sancho I é a “Máquina da Amizade”, que terá músicas e aromas de relaxamento. O AE Padre Benjamim Salgado terá uma estufa com plantas dentro da sala de aula, gerida pelos alunos da turma. A máquina do AE Camilo Castelo Branco incide sobre a reciclagem. Esta máquina terá três contentores: dois para reciclagem e processamento de papel para fazer pasta de papel e outro para colocar pilhas e tampinhas. A “Oficina do Lixo” representa o AE de Ribeirão. Esta máquina é composta por três contentores: papel, plásticos e um outro que responsabiliza os alunos para a compostagem ou recolha de tampinhas. A “Cofrique” é a máquina do AE de Gondifelos que irá lavar e desinfetar copos de plástico que estão presentes em sala de aula. O AE de D. Maria II estará representado pela máquina que descobre coisas perdidas no recreio como mochilas, lancheiras, vestuário. A “Iogurtina” distribuirá iogurtes naturais, associados aos lanches saudáveis, e representa o AE de Pedome.

Recorde-se que o projeto MyMachine Famalicão mobiliza a comunidade escolar desde os primeiros anos de escolaridade até ao ensino profissional e universitário. O ano letivo inicia-se e com ele as crianças são desafiadas à reflexão sobre um problema e a projetar a solução para o resolver sob a forma de uma máquina. Em Vila Nova de Famalicão, este ano letivo, todos os alunos do 3º ano de escolaridade participaram nesta reflexão e cada aluno apresentou uma máquina desenhada. Depois, entre todos, turma a turma elegeram os sete melhores projetos, um por cada agrupamento de escolas do município. Nesta edição, os desenhos representam as escolas de EB Mões (AE D. Maria II), EB Dr. Nuno Simões (AE D. Sancho I), EB Landim (AE Camilo Castelo Branco), Centro Escolar Ribeirão (AE Ribeirão), EB Outiz (AE Gondifelos), EB Mogege (AE Padre Benjamim Salgado) e EB Ruivães (AE Pedome).

Os desenhos ganham vida nas mãos dos alunos do curso de Design da Universidade Lusíada em Vila Nova de Famalicão.

No mês de dezembro, os professores representantes dos alunos dos Cursos Profissionais, parceiros do MyMachine Famalicão, reuniram-se na universidade para uma troca de ideias com os alunos do curso de design.

Em janeiro, todos os alunos envolvidos deslocaram-se à Universidade Lusíada para avaliar e validar a evolução dos projetos.

Mas os trabalhos ainda não terminaram, as ideias para a inauguração da exposição fervilham e começam agora a sua execução.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização