Cartaz do Sonoridades já é conhecido

Três noites e um final de tarde para ouvir alguma da melhor música moderna portuguesa. É o regresso, a fechar o mês de abril, do Sonoridades, festival organizado pela Câmara Municipal de Santo Tirso com direção artística da “1bigo”, que ‘fica em cartaz’ até 3 de maio. Filipe Sambado, Homem em Catarse, S. Pedro e Márcia são os artistas que vão dar corpo, e voz, ao evento musical, que vai “alojar-se” no Centro Cultural Municipal de Vila das Aves.

Com três álbuns no currículo, entre os quais “Revezo”, publicado no final de janeiro, Filipe Sambado, um dos finalistas do Festival da Canção, marca o arranque de mais este ciclo de quatro concertos. Apresenta-se na noite de 30 de abril, com a irreverência que se lhe reconhece e disco novo onde a ideia de folclore não encontra resistência na canção pop.

No feriado de 1 de maio, o palco fica por conta do projeto Homem em Catarse, alter-ego do guitarrista Afonso Dorido, também ele com álbum novo, publicado em janeiro deste ano, e cujo single de apresentação, “Yo La Tengo”, diz muito dos seus gostos e influências. Música assente no som da guitarra elétrica, em riffs ou melodias que exploram o eco ou a distorção, com laivos de piano e eletrónica à mistura.

Na terceira noite do Sonoridades, encontro com Pedro Pode; apresenta-se como S. Pedro e o seu mais recente álbum, “Mais Um”, que dá ideia contrária do título, ao distinguir-se como um dos melhores discos de (requintadas e orelhudas) canções publicados em 2019.

No final de tarde de domingo, 3 de maio, o Sonoridades despede-se com chave-de-ouro, com o concerto a solo, e muito especial, de Márcia, considera uma das mais talentosas escritoras de canções da atual música portuguesa.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização