700 atletas participaram no Torneio de Ringe (C/ Vídeo)

Já não é novidade em Vila das Aves. A Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Ringe organizou, em parceria com a Câmara Municipal de Santo Tirso, no dia 29 de maio, a décima edição do Torneio Internacional de Ringe.

A atividade começou por iniciativa de João Adílio Pinheiro, que pretendia “mostrar, a quem nunca tinha pisado um relvado, condições como as do Desportivo das Aves, que não são famosas, mas já são muito boas à beira de alguns”. Além disso, os atletas que ali começam a dar os primeiros toque no esférico e se tornam, como é o caso de Diogo Costa, campeões europeus pela Seleção Nacional Sub-17, são considerados “um prémio”. “Dá-nos vontade de continuar, porque sabemos que vai havendo alguma coisa a sair. Há outros que não são jogadores mas que dão homens na vida e sabemos que estão bem e que vão estudando”, afirmou João Adílio Pinheiro. Diogo Costa, jogador da Seleção Nacional de Sub-17, que se consagrou em maio campeão europeu, marcou presença no evento e relembrou que foi ali que aprendeu “a jogar futebol”. “É bom relembrar os momentos de pequeno. É um prazer vir cá, é a minha terra”, afirmou Diogo Costa. Quanto aos que agora iniciam o percurso no futebol, Diogo deixou uma mensagem: “Trabalhem muito que a sorte virá”. Esta edição contou com uma novidade: as meninas também deram ‘show de bola’. Na décima edição, 96 jogadoras mostraram que o futebol não se joga só no masculino. Joaquim Faria, presidente da Associação de Moradores do Complexo Habitacional de Ringe, explicou que esta aposta no feminino está relacionada com o facto “de a  Federação Portuguesa de Futebol estar a fazer uma promoção ao futebol feminino”, tendo sido esta a oportunidade certa para “promover o futebol feminino junto da população avense e do município de Santo Tirso, para que as raparigas também tenham oportunidade de jogar futebol”. Quanto ao balanço da iniciativa, Joaquim Faria considera que “há sempre alguma coisa a melhorar”, ainda assim “o balanço é satisfatório”. “Só pela alegria das crianças vale o sacrifício”, acrescentou o presidente da Associação. A atividade desenvolvida em parceria com a Câmara Municipal contou com a ajuda de 120 voluntários e é para o vereador do Desporto do município tirsense, Alberto Costa, “um bom exemplo daquilo que deve ser o papel das associações”. “Mais importante do que obras é investir e este tem sido o nosso investimento na área social. As crianças merecem-nos, de facto, muito respeito, porque é aqui que está o futuro do nosso concelho e do país”, acrescentou o vereador. No final, a satisfação era notória entre os campeões do Torneio. Guilherme Lopes, do Vianense – equipa vencedora em Petizes-, assumiu que “é difícil ser campeão”, mas o facto de “terem estado todos unidos” foi um grande passo para a vitória. “Lutamos até ao fim, tivemos raça”, afirmou Duarte Silva, jogador do Futebol Clube do Porto, que também se sagrou campeão em Traquinas. Rui Vasconcelos, da equipa técnica do Sporting Clube de Braga, que venceu em Benjamins, disse estar “satisfeito” por vencer a prova, embora isso “não seja o mais importante”, os braguistas “conseguiram crescer e ao mesmo tempo conquistar o primeiro lugar”. “É óbvio que estamos satisfeitos, é um bom prémio”, acrescentou o técnico. Ana Machado, do Boavista Futebol Clube, reagiu ao facto de se ter valorizado o futebol feminino nesta edição. Para a atleta, “o futebol feminino é igual ao masculino e, muitas vezes, não é reconhecido”. Quanto à prova em si, Ana Machado considerou que foi “muito bem organizada”.

 

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização