5,5 milhões para 2.ª fase da requalificação da EB de Ribeirão

A primeira fase ainda não foi inaugurada e já está dado o próximo passo para a continuação da obra de requalificação que fazer com que a Escola Básica de Ribeirão seja, no futuro, aquilo que foi no passado. Pelo menos, é esta a convicção do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, principal financiadora da empreitada, que ultrapassará os 5,5 milhões de euros.

Durante a apresentação do projeto, na manhã desta terça-feira, Paulo Cunha destacou o facto de esta empreitada representar “o maior esforço de sempre da autarquia numa intervenção escolar”, que ganha outra dimensão quando se trata de um edifício cuja gestão está sob a alçada do Ministério da Educação.

A obra, com um prazo de execução de 540 dias, contempla a reabilitação da parte do edifício Multiusos ainda não intervencionada e a construção de um novo edifício com salas de aulas, laboratórios de química, sala de professores, reprografia, zonas de circulação e um auditório para 140 pessoas, que servirá também para outros eventos que não os relacionados com a comunidade escolar.

Está ainda projetada a construção de um recreio coberto e um auditório ao ar livre, para além dos arranjos exteriores para garantir as acessibilidades ao mesmo.

Recorde-se que a primeira fase da requalificação, orçada em 600 mil euros, visou dar melhores condições aos espaços comuns da comunidade escolar, designadamente à sala do aluno, polivalente, bar, refeitório e espaços adjacentes e biblioteca.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem