Connect with us

Auto Soluções

Trofa

Viaturas de adeptos de futebol croatas vandalizadas na Trofa

Published

on

Várias viaturas, todas de matrícula croata, dos adeptos do Hajduck Split, foram vandalizadas no parque de estacionamento da estação da Trofa, durante a tarde desta quarta feira.

São pelo menos 7 viaturas com vidros partidos, pneus furados.

Os adeptos regressam de Guimarães no final do jogo e são esperados na Trofa pelas 21 horas.

Continue Reading

Notícias

GNR apreende 320 mil cigarros na Trofa

O valor do tabaco apreendido ascende aos 70 000 euros

Published

on

Mais de 320 mil cigarros que se destinavam a ser introduzidos no mercado de forma fraudulenta, prejudicando o Estado em 54 mil euros por falta de pagamento de impostos, foram apreendidos na terça-feira, na Trofa, anunciou a GNR

Na sequência de uma ação de fiscalização rodoviária, na Autoestrada n.º 3 (A3), foi fiscalizada uma viatura ligeira de mercadorias que no seu interior transportava diversas caixas contendo tabaco manufaturado, sem o pagamento dos impostos especiais incidentes e em violação das normas de selagem e estampilhagem estabelecidas pelo regime jurídico dos Impostos Especiais de Consumo (IEC).

O valor do tabaco apreendido ascende aos 70 000 euros, sendo que a sua comercialização ilícita teria causado um prejuízo ao Estado em sede de Imposto sobre o Tabaco (IT) num valor de 54 000 euros.

No decorrer da ação policial foi detido o condutor da viatura, um homem de 21 anos, que será presente hoje, dia 7 de fevereiro, no Tribunal Judicial de Santo Tirso.

A ação foi desenvolvida pela Unidade de Acção Fiscal (UAF), através do Destacamento de Acção Fiscal (DAF) do Porto e da Unidade Nacional de Trânsito (UNT), através do 2.º Destacamento de Ação Conjunto (DAC) do Porto.

Durante a ação foi, ainda, apreendido um bastão extensível (arma proibida) que se encontrava na posse do condutor.

Continue Reading

Santo Tirso

PRESIDENTES DE CÂMARA DE SANTO TIRSO,
FAMALICÃO E TROFA SENTARAM-SE À MESA
COM ADMINISTRAÇÃO DO HOSPITAL

PERMANÊNCIA DA MATERNIDADE DO CENTRO HOSPITALAR DO MÉDIO AVE
REFORÇA UNIÃO E COMPROMISSO DE AUTARCAS

Published

on

Os presidentes das câmaras municipais de Santo Tirso, Famalicão e Trofa sentaram-se hoje à mesa com a administração e responsáveis pela maternidade, ginecologia e obstetrícia do Centro Hospitalar do Médio Ave, para trocarem impressões sobre o funcionamento da maternidade de Famalicão, garantida que está a permanência deste serviço hospitalar.

No encontro, que decorreu numa unidade de restauração famalicense, o responsável pelo Centro Hospitalar, António Barbosa, agradeceu o empenho dos autarcas na luta pela permanência da maternidade em Famalicão, que considerou “decisivo” para o desfecho que veio a verificar-se. Agradecimento que foi retribuído pelos autarcas aos responsáveis do hospital, “pelo seu empenho e trabalho em prol de um serviço público de qualidade exemplar”

Entretanto, os autarcas reafirmaram a sua disponibilidade e compromisso para acompanharem a maternidade de Famalicão no seu crescimento qualitativo.

Recorde-se que o encerramento da maternidade do Centro Hospitalar do Médio Ave foi uma das possibilidades adiantadas pelo estudo da Comissão de Acompanhamento de Resposta às Urgências de Ginecologia/Obstetrícia, entretanto descartada pelo Diretor do Serviço Nacional de Saúde.

O Centro Hospitalar do Médio Ave está inserido numa região de grande força e vitalidade económica e social, servindo cerca de 250 mil habitantes. A administração tem sede em Santo Tirso, gerindo o Hospital Conde de São Bento, em Santo Tirso, e o Hospital S. João de Deus, em Famalicão. Em 2022 o Centro Hospitalar do Médio Ave registou um total de 1174 nascimentos, um acréscimo de 17% em comparação a 2021.

Os três presidentes de câmara, que desenvolveram uma ação concertada na defesa da manutenção da maternidade, permitindo ganhar força política e sensibilizar o poder central para o erro que seria o encerramento da maternidade de Famalicão, reforçam o seu contentamento com a decisão e reafirmam o seu compromisso “em contribuir para manter e elevar a qualidade dos serviços prestados no Centro Hospitalar do Médio Ave.”

Continue Reading

Pode ler também...