Operações STOP alertam para maus-tratos na infância

Ao longo do mês de abril, mais de 500 crianças que frequentam 30 escolas do primeiro ciclo do concelho de Vila Nova de Famalicão vão fazer “stop” aos maus-tratos na infância. A iniciativa, desenvolvida com o apoio da Polícia de Segurança Pública e Guarda Nacional Republicana, passa por criar “brigadas” de palmo e meio que participam em operações “STOP” em artérias do concelho, como forma de sensibilizar os condutores para a prevenção dos maus-tratos a crianças.

“Serei o que me deres… que seja amor” é o mote para a campanha deste ano. Em Vila Nova de Famalicão estão previstas mais de dez operações STOP e, no dia 9 de abril, as forças de segurança e socorro de Famalicão, unem-se para criar um laço simbólico com as viaturas da GNR, PSP, Bombeiros, Polícia Municipal e Agrupamento de Centros de Saúde.

A 30 de abril, às 14 horas, cria-se um laço humano, no dia 30 de abril, nos paços do concelho.

Já a 19 de abril, várias turmas promovem uma ação de rua, na cidade famalicense, sensibilizando comerciantes e transeuntes para a causa.

A 28 de abril, realiza-se a habitual caminhada pelos Direitos das Crianças, com início marcado para as 9.30 horas, nos paços do concelho. Os interessados em participar na inciiativa, que termina no Parque da Devesa, devem inscrever-se através do mail cpcj@vilanovafamalicao.cnpbpcj.pt.

Para além destas atividades, irão decorrer ainda mais de uma dezena de ações de sensibilização em escolas, envolvendo cerca de 750 crianças e jovens. Haverá ainda ações de formação para professores.

As iniciativas são promovidas pela Comissão de Proteção de Crianças de Jovens em colaboração com a Câmara Municipal e com as forças policiais da PSP e da GNR.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem