https://www.facebook.com/associacaocomercialindustrialsantotirso/

https://muroplaco.pt/pt

INÁCIO QUER PERMANÊNCIA DO AVES NUMA ÉPOCA “DESAFIANTE E MUITO DIFÍCIL”

O treinador do Desportivo das Aves, Augusto Inácio, antecipouuma época “desafiante e muito difícil” na I Liga de futebol, certo de que a permanência permitirá “pensar em outros patamares” nas próximas temporadas.

“A permanência na última época custou-nos muito. Queremos fazer melhor este ano, mas sabemos que esta será uma época desafiante e muito difícil. Entraram e saíram muitos jogadores, já são 14 e de várias nacionalidades, e, neste momento, quero ainda ver mais o crescimento da equipa e menos os resultados”, disse Inácio, à margem da cerimónia de apresentação oficial do plantel para 2019/20.

A vitória alcançada este sábado frente ao Nacional, por 2-1, no nono e último ensaio do conjunto primodivisionário antes do arranque da temporada, cumpriu esse propósito, o de permitir à equipa “evoluir e crescer mais um bocadinho”, a partir de “uma segunda parte mais agressiva”.

“Neste momento, estamos prontos e iremos lutar pela vitória, mas ainda não estamos consistentes e consolidados”, reconheceu o técnico, para quem ainda faltam dois jogadores para fechar um plantel, formado nesta altura por 24 elementos, a maioria reforços.

Inácio quer um médio defensivo que acrescente qualidade à equipa, razão pela qual disse já ter recusado “cerca de 20” propostas de trincos e um central, elogiando a política de aquisições, por ter sido capaz de fugir aos jogadores emprestados.

“O Aves este ano não tem jogadores emprestados, o que, em termos futuros, vai fazer com que todos os negócios passem exclusivamente pelo clube. E uma coisa eu sei, se ficarmos este ano na I Liga, como espero, na seguinte podemos e iremos pensar em outros patamares”, concluiu o técnico.

O defesa esquerdo Afonso Figueiredo, contratado ao Rio Ave, assegurou, que a equipa tem vindo a crescer e confessou “alguma ansiedade” pelo começo da competição a sério.

“O objetivo do Aves é a permanência, o que tentaremos alcançar o mais rapidamente possível. Pessoalmente, vim para poder jogar o máximo de tempo possível e tentar ganhar a confiança que mostrei noutras alturas”, disse o futebolista, minutos antes de ser chamado ao palco montado na Praça das Fontaínhas, por onde passaram todos os elementos do plantel, numa festa acompanhada por cerca de mil adeptos.

Leia também...