https://muroplaco.pt/pt

Famalicão empatou com o Rio Ave

Um golo de Lameiras, num remate em zona frontal, deu vantagem ao Famalicão sobre o Rio Ave, numa primeira parte marcada pelo equilíbrio.

Os minhotos, que tiveram mais tempo para preparar este jogo do que os vila-condenses, na ‘ressaca’ da eliminação frente ao AC Milan para a Liga Europa, na quinta-feira, foram mais eficazes e ainda viram um golo anulado, por posição irregular de Campana.

Mas, na segunda parte, e a espelhar o equilíbrio entre as duas formações, o Rio Ave recompôs-se e alcançou a igualdade, por intermédio do brasileiro Aderlan Santos.

Ainda assim, foi o Rio Ave quem primeiro criou perigo. Aos 10 minutos, e depois de Gustavo Assunção falhar um passe de calcanhar junto à grande área do Rio Ave, a bola sobrou para Francisco Geraldes que saiu rápido em contra-ataque, serviu Dala, que cruzou para a área, mas André Pereira não chegou a tempo.

Entretanto, a equipa famalicense intensificou o ataque e esteve perto do golo, aos 18 minutos, quando Calvin Verdonk rematou para a baliza mas Kieszek defendeu. Lameiras ainda insistiu, mas a defesa vila-condense não permitiu dar seguimento ao lance.

O golo do Famalicão acabou por surgir aos 21 minutos, altura em que Joaquín Pereyra, na direita, assistiu Lameiras, que não desperdiçou a oportunidade e inaugurou o marcador, com um remate forte e rasteiro, à entrada da área.

Um erro de Zlobin quase dava o empate aos vila-condenses, mas Francisco Geraldes desperdiçou a ‘oferta’ do guarda-redes, ao tentar batê-lo com um ‘chapéu’ de trivela.

No segundo tempo, a partida equilibrou. O Rio Ave, na procura do golo do empate, mostrou-se mais aguerrido e a exercer uma maior pressão, mas foram os anfitriões, aos 55, a estarem perto do golo, com Bruno Jordão a rematar forte, para defesa de Kieszek. Na recarga, o polaco negou o golo a Campana.

Com as alterações feitas ao intervalo por Mário Silva, o Rio Ave apresentou-se muito mais sólido e agressivo, ameaçou a baliza de Zlobin aos 63 minutos, quando Gelson Dala cabeceou na pequena área mas o guarda-redes famalicense defendeu.

O golo da equipa de Vila de Conde surgiu aos 78 minutos, por intermédio de Aderlan Santos. Após uma saída em falso de Zlobin, depois de um pontapé de canto de Diego Lopes, o defesa cabeceou para o fundo da baliza do Famalicão.

Nos minutos finais, o Rio Ave esteve mais pressionante e ainda chegou a assustar a formação da casa, mas o empate manteve-se até ao fim.

O Famalicão ocupa provisoriamente o nono lugar, com quatro pontos, enquanto o Rio Ave, que somou o terceiro empate noutros tantos encontros, segue no 13.º posto

Veja o resumo

Leia também...