Select Page

Câmara de Santo Tirso considera “desproporcionada e injustificada a dimensão do dispositivo policial” na Quinta a Fundo

Em comunicado enviado às redações a Câmara Municipal reconhece que é da competência da PSP   garantir a ordem pública, contudo considera “desproporcionada e injustificada a dimensão do dispositivo policial montado no centro da cidade. Uma ação, aliás, iniciada sem qualquer diálogo com a Câmara, numa súbita e estranha mudança de relacionamento institucional por parte da PSP, em oposição a uma ação preventiva e pedagógica para o cumprimento da lei, este tipo de ação da PSP é promotora da criação de um ambiente intimidatório, com consequentes efeitos negativos para as atividades económicas do Largo Coronel Baptista Coelho.”

Segundo o Municipio “nos últimos cinco anos, a cidade de Santo Tirso tem vindo a crescer nos mais diversos setores, entre eles na animação noturna, com particular enfoque no Largo Coronel Baptista Coelho, espaço cada vez mais procurado pelos nossos munícipes e por visitantes de outros concelhos. Com o exagerado dispositivo policial que tem sido montado, a ação da PSP tem afastado as pessoas do convívio das quintas-feiras à noite em Santo Tirso e contribuído para uma divulgação negativa da imagem do Município.”

“A Câmara Municipal de Santo Tirso é a legítima representante da população e não entende de outra forma que essa competência e responsabilidade sejam assumidas por outras entidades. Neste contexto, defenderá, sempre, os interesses da população e dos agentes económicos sediados no concelho, consciente da necessidade de fazer respeitar os regulamentos municipais e leis gerais, nomeadamente em matéria de ruído, regras de trânsito e civismo. Não pode, contudo, deixar de lamentar que as forças de segurança atuem num quadro desproporcionado, face à situação em causa.”

No comunicado a Câmara Municipal de Santo Tirso informa que ” já endereçou uma missiva ao Comando Metropolitano da PSP do Porto, bem como à secretária de Estado Adjunta e da Administração Interna, Isabel Oneto, apelando ao bom senso da atuação da PSP e à reavaliação do dispositivo policial que tem sido colocado no terreno.”

A Quinta a fundo é  um convívio de motards que nasceu, de forma espontânea, às quintas-feiras à noite, no Largo Coronel Baptista Coelho,  e traz semanalmente centenas de visitantes à cidade.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização