Select Page

Arrancaram as obras de saneamento em S.Martinho do Campo

Arrancaram as obras de saneamento em S.Martinho do Campo

As obras de saneamento na freguesia de S.Martinho do Campo já arrancaram. No total, a empreitada inclui a ligação de mais de uma centena de ramais, numa extensão de cerca de 1 500 metros e, quando concluída, permitirá dotar a freguesia de rede de saneamento de águas residuais, a partir das quais os esgotos recolhidos serão encaminhados para tratamento adequado numa Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), no âmbito da parceria estabelecida com o Sistema de Águas da Região do Noroeste. 

Com prazo de conclusão previsto de quatro meses, esta obra tem um investimento de 114 mil e está englobada numa empreitada mais vasta que inclui a execução da rede de drenagem de águas residuais de Areias, Palmeira, Roriz, Santo. Tirso e S.Mamedede Negrelos, num investimento total de cerca de 735 mil euros.

O início das obras no terreno em S. Martinho do Campo é mais um avanço no projeto de extensão da rede de saneamento no concelho e mais um passo no compromisso que o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, assumiu com a população: “Estamos a trabalhar para levar o saneamento e a água pública a todas as áreas do concelho”. “Temos consciência de que este é um dos problemas que mais preocupa a população do concelho e foi por isso que desde a primeira hora assumi este dossiê”, realça o autarca de Santo Tirso, dando conta que várias foram as reuniões realizadas com entidades públicas e privadas, no sentido de desbloquear processos e avançar com obras no terreno.

Em novembro, recorde-se, Joaquim Couto e o presidente do Conselho de Administração da Águas do Noroeste, Martins Soares, assinalaram o arranque da construção de 27 quilómetros de extensão da rede de saneamento no concelho, com uma visita à frente de obra na freguesia de Lamelas.

A construção de cerca de 11 km de redes de saneamento na União das Freguesias de Lamelas e Guimarei e na União das Freguesias de Carreira e Refojos de Riba de Ave foi adjudicada à empresa RC–Rodrigues&Camacho, Construções, S.A., pelo valor de €986.549,85, e terá um prazo de execução de 240 dias. Já a construção de cerca de 16 km de redes, igualmente na União das Freguesias de Lamelas e Guimarei e na União das Freguesias de Carreira e Refojos de Riba de Ave, foi adjudicada à empresa ABB-Alexandre Barbosa Borges, S.A., pelo valor de €1.419.955,87, com um prazo de execução de 240 dias.

Saneamentosmartinho

O Município de Santo Tirso celebrou um Contrato de Parceria para a exploração e a gestão dos serviços municipais de águas. Assim, foi constituído o Sistema de Águas da Região do Noroeste, cuja exploração e gestão foi atribuída à Águas do Noroeste, S.A. – empresa integrada no Setor Empresarial do Estado, pertencente ao grupo Águas de Portugal, com capitais exclusivamente públicos e da qual o Município de Santo Tirso é acionista, enquanto Entidade Gestora da Parceria. 

A Parceria do Sistema de Águas da Região do Noroeste responde, assim, aos interesses dos munícipes de Santo Tirso, na medida em que cria as condições de dimensão e de organização necessárias à realização dos imprescindíveis investimentos de ampliação e de remodelação das redes municipais de drenagem de águas residuais.

Esta Parceria tem como objetivos, na vertente de saneamento de águas residuais, assegurar, de forma regular, contínua e eficiente, serviço e promover a ligação à rede pública, para garantir o adequado tratamento das águas residuais recolhidas e a conceção, construção, exploração, manutenção e renovação das infraestruturas.

Durante o período da Parceria com o Município de Santo Tirso, entre 2014 e 2015, a Águas do Noroeste executará um plano de investimentos no valor de 3,7 milhões de euros.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização