Select Page

Ano letivo em Famalicão arranca com tranquilidade

Ano letivo em Famalicão arranca com  tranquilidade

O arranque do ano letivo 2019/2020 em Vila Nova de Famalicão não é notícia. O regresso às aulas decorreu com a normalidade e serenidade “a que os famalicenses já se habituaram” e para o presidente da Câmara Municipal essa é “a melhor notícia” que se pode transmitir à comunidade.

O inicio do novo ano escolar foi assinalado na passada sexta-feira, dia 13 de setembro, na Escola Básica de Arnoso Santa Eulália, com a entrega simbólica das fichas de atividades de Português, Matemática, Estudo do Meio e Inglês aos alunos do 1.º Ciclo do concelho.

Uma medida que chega a 4300 crianças, que implica um esforço municipal na ordem dos 158 mil euros e que, para o autarca, é nada mais nada menos que “um sinal da continuidade do apoio do executivo ao universo educativo concelhio e às famílias famalicenses”.

“Hoje, felizmente, há cada vez mais atividades extracurriculares e o que queremos é que a fatia do orçamento que era consumida com a compra deste material possa ser aplicada pelas famílias noutras atividades ligadas à Educação que é, inequivocamente, o melhor investimento que podemos fazer em relação aos nossos filhos”, acrescenta o edil.   

Uma preocupação a menos para os encarregados de educação, que veem com bons olhos o apoio da Câmara Municipal. “Eu tenho três filhos, o inicio do ano letivo custa sempre e pesa muito no orçamento e, por isso, esta ajuda significa muito para nós pela poupança que representa”, referiu Paulo Pereira, presidente da Associação de Pais da Escola Básica de Arnoso Santa Eulália.

Às fichas de atividades juntam-se também os passes escolares, cuja gratuitidade volta este ano a ser assegurada pela autarquia famalicense para todos os alunos do concelho, desde o ensino básico até ao 12.º ano, numa medida que abrange cerca de 5 mil alunos, num investimento total de 1,9 milhões de euros por ano.

A presença dos auxiliares educativos necessários para o funcionamento escolar foi também um dos aspetos que contribuiu para o arranque tranquilo do ano letivo em Famalicão. O Município tem afeto ao seu quadro de pessoal cerca de 600 colaboradores – assistentes operacionais e técnicos – em virtude das competências que assumiu no âmbito da Educação, através do programa Aproximar Educação que deu, a partir de 2015, competências às autarquias piloto na gestão do pessoal não docente, entre outras atribuições.

Recorde-se que em Vila Nova de Famalicão já é hábito que o regresso às aulas seja menos custoso para as famílias do concelho do que acontece na esmagadora maioria dos municípios do país. Em 2002, o Município foi pioneiro na implementação da gratuitidade dos manuais escolares para o 1.º ciclo e desde essa altura que a Câmara Municipal canaliza todos os anos um significativo investimento para ajudar as famílias do concelho com os encargos inerentes ao início de aulas. 

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização