Voluntários com descontos no desporto e na cultura

No Dia Mundial do Voluntariado, a 5 de dezembro, o café-concerto da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão foi palco do “Chá do Voluntário”, uma conversa descontraída sobre as múltiplas formas de ser voluntário.

O momento foi aproveitado pelo presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, para apresentar o Cartão do Voluntário, que permite “um conjunto de benefícios municipais para os detentores do cartão, nomeadamente descontos no acesso às piscinas e espetáculos na Casa das Artes”. “Estamos a construir um concelho estimulador e amigo da prática do voluntariado”, referiu o autarca, salientando que o objetivo deste cartão é ,“por um lado, incentivar o voluntariado e, por outro, tornar-nos mais justos com essas pessoas, criando um conjunto de regalias sociais”. “Porque uma pessoa que tenha um tributo para a comunidade deve receber por parte da comunidade um gesto de reconhecimento”, justificou.
O autarca lançou ainda “um desafio à comunidade, nomeadamente ao comércio e aos serviços”, para que incentive o voluntariado através da concessão de descontos aos voluntários do concelho.
Para além dos benefícios, o Cartão do Voluntário vai permitir identificar todos os voluntários do concelho, não só os “cerca de mil” que estão inscritos no Banco Municipal de Voluntariado, mas quem de uma forma anónima e natural ajuda e apoia pessoas e instituições, como por exemplo os dadores de sangue, os escuteiros e os vicentinos.
O “Chá do Voluntário”, promovido pelo pelouro do Voluntariado da Câmara Municipal, contou com a realização de uma palestra de Isabel Areias, da Nova Acrópole, sobre “a diversidade de ação no voluntariado” e com a entrega de diplomas a cidadãos famalicenses que participaram recentemente em iniciativas de voluntariado.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem