Vila Nova de Famalicão vai ter um hotel de assistência médica

Não é apenas mais um hotel que vai nascer em Vila Nova de Famalicão. O Campus de Fiães Assisted Living Hotel é um empreendimento hoteleiro inovador que vai nascer na freguesia de Gondifelos adicionando ao conforto do alojamento a vertente assistencial especializada em áreas como a enfermagem, fisioterapia, psicologia, entre outras especialidades médicas.

As características únicas deste novo equipamento, que vai começar a ser construído em 2020 mediante um investimento global de três milhões de euros, foram conhecidas na passada sexta-feira, 13 de dezembro, no âmbito do Roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão, com a presença do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.  

O empreendimento estará equipado com restaurante, bar, piscina, ginásio, espaços de apoio clínico (gabinetes médicos, enfermagem, fisioterapia, psicologia entre outras especialidades médicas), bem como uma unidade de internamento, direcionado aos familiares dos cuidadores informais, destinada a estadias temporárias centradas em programas intensivos de avaliação e reabilitação, para possibilitar o descanso do cuidador, proporcionando aos seus utentes uma intervenção adequada às diferentes doenças, ao mesmo tempo que disponibiliza um acompanhamento médico e de enfermagem contínuo e especializado.

“Este projeto é, inequivocamente, uma mais valia para o concelho, porque tem uma dimensão pioneira, sendo o primeiro projeto do género em Portugal, o que nos dá, só por si, notoriedade, mas também por ser implementado numa zona rural do concelho, com um enquadramento e um conjunto de outros atributos que valorizam muito o projeto”, disse o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

Iniciativa do casal jovem famalicense Susana Dias e Tiago Lima, a construção terá uma área aproximada de 33 mil m2. Para além do edifício principal, será um empreendimento constituído por um edifício principal com cerca de 2000 m2 e por 10 casas modulares autónomas, implementadas numa zona verde circundante ao edifício principal, totalmente equipadas e integradas no conceito sustentável desenvolvido pela arquitetura e engenharias.

“Nessas casas modulares, os residentes que recusam o conceito de lar de idosos, poderão usufruir os seus dias de forma autónoma e independente, podendo contar sempre com o apoio do nosso pessoal especializado: médico, enfermagem 24 horas por dia. Idosos que recusam a institucionalização nas tradicionais respostas sociais, mas claramente necessitam de um apoio de retaguarda para alcançarem um envelhecimento mais ativo e saudável”, explicam os promotores do empreendimento.

“A ideia é contrariar o conceito típico dos lares onde os residentes ficam privados de vida social e de privacidade. O hotel Campus de Fiães tem como missão dar resposta às diferentes necessidades da criança, jovem, idoso, grupos vulneráveis e comunidade em geral, procurando o seu bem-estar físico, psíquico e social”, acrescentam.

Vila Nova de Famalicão, 16 de dez

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização