Vídeo – Famalicão e Sporting de Braga empatam em partida tática e sem oportunidades

A formação da casa continua assim no quinto lugar da tabela e mantém a distância de três pontos para o quarto lugar ocupado precisamente pelos bracarenses, que, por outro lado, com este empate, vêem o Sporting isolar-se no terceiro lugar.

Nesta retoma do campeonato, os famalicenses estão a fazer uma boa campanha, sendo que até agora venceram os dois primeiros jogos, frente ao FC Porto (2-1) e Gil Vicente (3-1), e empataram frente ao rival direto, o Sporting de Braga, sem golos.

Por outro lado, a formação liderada por Custódio ainda não venceu desde o reatamento da Liga, somando o empate de hoje e duas derrotas – Santa Clara (3-2) e Boavista (1-0).

João Pedro Sousa contou com duas baixas de peso para este encontro. Fábio Martins e Pedro Gonçalves, dois dos jogadores mais influentes da equipa, não estiveram entre os escolhidos para o encontro. O primeiro por estar emprestado pelo Sporting de Braga e o segundo devido a castigo.

A formação famalicense até entrou melhor na partida, tomando a iniciativa do desafio, conseguindo, por diversas vezes, chegar à baliza dos bracarenses.

No seguimento disso, o Famalicão fez o primeiro remate à baliza com algum perigo, logo aos dois minutos, por intermédio de Guga. No entanto, a bola saiu ao lado.

Na resposta, o Sporting de Braga também esteve perto do golo. Num contra-ataque conduzido por Galeno, que colocou a bola no centro da área, apareceu Trincão a rematar contra a muralha defensiva do Famalicão.

O Sporting de Braga entrou dominador no segundo tempo, mas o golo não surgia e a equipa não se livrou de um valente susto. Depois de ultrapassar Matheus, Toni Martinez perdeu ângulo de remate e a oportunidade de inaugurar o marcador.

Ainda nos primeiros 15 minutos da etapa complementar, a equipa de Custódio Castro dispôs de uma oportunidade soberana, mas o remate de Ricardo Horta foi parado pelo poste, aos 56 minutos.

Após a ‘dança’ das substituições, o jogo entrou numa toada mais confusa, sobressaindo o bracarense Trincão, que, solto no ‘coração’ da grande área adversária, rematou ligeiramente por cima da baliza de Vaná.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização