Video▶ Empresa tinge roupa com café, cebola ou madeira

Video▶ Empresa tinge roupa com café, cebola ou madeira

Folha de eucalipto, café usado, casca de cebola, rubia, restos de madeira e sementes são os materiais que a empresa famalicense Minority Denim utiliza para tingir vestuário.

A partir de um sistema “inovador” desenvolvido com desperdícios orgânicos, e “sem recurso a produtos químicos”, a marca faz do “BioTint” um hino à sustentabilidade num dos setores mais poluentes do mundo. Para já, a paleta conta com nove cores, onde moram o rosa, laranja e o amarelo. Em desenvolvimento estão cinco novas cores.

“Tentaremos trabalhar com clientes de diferentes áreas de produto para que o interesse não se esgote facilmente. Acreditamos que o mercado como cliente final será maioritariamente internacional, mas os nossos clientes poderão muito bem ser produtores nacionais. Contudo, tentaremos estar muito ligados às marcas que o utilizem para podermos passar o máximo de informação possível para potenciar a comunicação e a acreditação”, projetou Diogo Aguiar, CEO da Minority Denim.

A ideia germinou “há três anos” e foi ganhando corpo até entrar no mercado, no início deste ano. “O feedback está a ser muito positivo, porque este projeto vai muito mais além da questão da sustentabilidade. São resíduos que, à partida, não teriam valor acrescentado na economia e nós voltamos a dar-lhes uma segunda vida no tingimento das peças”, explicou o empresário de 34 anos, CEO da Minority Denim.

A empresa, que conta com três colaboradores, está instalada Parque Industrial de Avidos, onde inaugurou as novas instalações, em abril de 2019, com o apoio Famalicão Made IN, iniciativa da Câmara Municipal para promover o desenvolvimento económico do concelho.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização