Vespas atacam família e militar da GNR no Monte da Assunção em dia de festa

Quatro pessoas foram atacadas por vespas velutinas, esta quarta-feira de manhã, quando estavam no recinto da festa de Nossa Senhora da Assunção, em Monte Córdova, Santo Tirso.
O incidente aconteceu pouco antes da procissão, após alguns dos peregrinos presentes no evento terem pisado um ninho que estava localizado perto das casas de banho do mosteiro – já em zona de mato. As vítimas são uma menina de 5 anos, o pai desta, de 35, e o tio, de 42.
Também um militar da GNR, de 31 anos, foi atacado.

As vítimas foram socorridas pelos Bombeiros Voluntários Tirsenses e transportadas depois para o Hospital de Santo Tirso. Devido ao ataque das vespas foram acionados para o local elementos do Gabinete Municipal de Ambiente. O alerta foi dado às 10h15 para uma zona de mato, a cerca de 50 metros do Mosteiro da Senhora da Assunção, localizado no topo do monte da freguesia de Monte Córdova. “Era um ninho que estava no chão e não no topo de uma árvore, como é habitual. As pessoas passaram no local e devem ter tocado nele, sem perceberem que era um ninho porque ele não estava visível”, descreveu uma testemunha.
Ao que o CM apurou, o militar da GNR apresentava ferimentos mais visíveis, com a dilatação de um dos braços devido à picada das vespas – que têm sido combatidas no concelho nos últimos anos.
“Exterminámos ninhos durante a noite, a altura em que as vespas estão recolhidas no ninho, mas surgem sempre novos casos”, revelou fonte dos Bombeiros Tirsenses.

Fonte Correio da manhã

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização