https://emac.autosolucoes.pt/

Várias empresas do setor têxtil com laboração parada

Várias empresas do setor têxtil decidiram parar a laboração durante alguns dias devido à escalada do preço da energia, disse hoje o presidente da Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), Mário Jorge Machado.

“Muitas empresas pararam a produção durante alguns dias na expectativa de que os preços da eletricidade e do gás natural baixem para poderem retomar a laboração”.

Segundo Mário Jorge Machado, o aumento do custo da energia, associado ao encarecimento das matérias-primas, está a contribuir para uma “situação muito complicada” no mercado.

“As empresas decidiram encerrar alguns dias porque o custo de estar a laborar é muito superior ao custo de estarem encerradas”, acrescentou.

A situação afeta em particular as áreas da fiação, da tecelagem e dos acabamentos e menos a área da confeção, que não é um grande consumidor de energia, explicou.

O custo das matérias primas tem sido um problema, mas o aumento do preço da energia é “dez vezes maior”, sublinhou.

Mário Jorge Machado disse, no entanto, apenas ter conhecimento de uma empresa do setor têxtil que decidiu encerrar definitivamente, tendo essa decisão sido tomada ainda antes do início da guerra na Ucrânia.

“O problema da energia já começou antes da guerra, nomeadamente no gás natural que aumentou 600% desde há seis meses”, referiu o presidente da ATP.

Leia também...