https://emac.autosolucoes.pt/

Trofa não esquece promessa de 20 anos e vai lembrar Governo que linha do metro ainda não foi construída

Esta quarta-feira, assinalam-se 20 anos que o comboio passou pela última vez na freguesia do Muro. Para o seu lugar, prometeu o Governo na altura, viria a modernidade em forma de metropolitano, através da extensão da linha verde, que ligaria o ISMAI ao interface rodoferroviário da Trofa.

Os anos foram passando, a primeira fase da extensão – na qual figurava o projeto da Trofa – foi dada como concluída, e a linha de comboio continuava sem serventia nem substituição. Houve memorandos de entendimento, concursos públicos lançados e logo a seguir anulados, boicotes eleitorais (aqui e aqui), adiamentos, idas à Assembleia da República para aplaudir a aprovação de recomendações ao Governo e projetos de resolução para a concretização da obra (aqui e aqui), mais adiamentos e… nada.

Boicote eleitoral e manifestação no Muro, em 2011
Boicote eleitoral e manifestação, em 2014
População do Muro representada na Assembleia da República, em 2015

Na antiga estação da Muro, o estado de degradação do edifício histórico e o desleixo da concessionária pelo antigo canal são sinais da inação governamental, apesar de supostos avanços, entretanto promovidos pelo Conselho Metropolitano do Porto, e “alternativas” amigas do ambiente anunciadas pelo ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes.

Zona da antiga estação do Muro está ao abandono

Antes do primeiro confinamento, em 2020, o movimento cívico “Metro para a Trofa Já” convocou uma manifestação que pretendia mobilizar milhares de pessoas, exigindo a instalação da linha do metro.

Anúncio da manifestação que ia acontecer em março de 2020

A pandemia obrigou ao adiamento da ação de protesto, que prometia “encher de pessoas a Estrada Nacional 14”, e o assunto acabou por esmorecer ao longo destes dois últimos anos.

Agora, no ano que marca as duas décadas de promessa incumprida, o movimento volta a dinamizar uma iniciativa, desta vez, numa “cerimónia simples”, para relembrar o Governo que o projeto continua sem sair da gaveta. A concentração está marcada para esta quarta-feira, às 17h00, junto à antiga estação do Muro.

“Durante esta cerimónia, será lida uma Carta Aberta que pretende recordar os vários episódios e reveses que este processo já teve ao longo destes últimos 20 anos e apresentar as razões, devidamente fundamentadas, pelas quais reivindicamos a concretização da ligação de Metro do ISMAI à Trofa”, escreveu o movimento na rede social Facebook.

Leia também...