Select Page

Três dias de Palheta Bendita para exaltar música tradicional

Três dias de Palheta Bendita para exaltar música tradicional

Concertos, feira de instrumentos, oficinas, bailes e palestras compõem o programa da 12.ª edição da Palheta Bendita, que a Câmara Municipal de Santo Tirso promove, de 21 a 23 de setembro, com o apoio da Associação Cultural Tirsense.
A iniciativa tem como missão promover a música portuguesa, através da valorização dos “tocadores, construtores e dançadores”, assim como do “património material e imaterial que lhes está associado”.
Em termos musicais, a aposta vai para os concertos da Velha Gaiteira, dia 21, pelas 22 horas, e do Trio de Pedro Caldeira Cabral, dia 22, à mesma hora. Já no domingo, pelas 16 horas, tem lugar o baile, um convite à dança, extensível a toda a comunidade e aos grupos de folclore do concelho em particular, com a participação do Núcleo de Etnografia e Folclore da Universidade do Porto e da Chulada da Ponte Velha. Concertos e baile decorrem na Quinta de Fora.
Em termos de atividades paralelas, no dia 21, tem lugar pelas 21 horas, na Quinta de Fora, a palestra “Gaiteiros de Coimbra com António Freire”, e a partir da meia-noite a festa faz-se no bar Carpe Diem com os Dj’s “Gaiteirinho” e “Chega na Hora”.
No dia 22, sábado, há oficinas de afinação de gaita-de-fole, técnica de gaita-de-fole em Coimbra, técnicas de cavaquinhos portugueses, oficina de construção de instrumentos à la minute e contradanças do Douro, a partir das 14 horas, na Escola Agrícola e na Fábrica de Santo Thyrso.
A participação nas oficinas tem um custo de cinco euros, a inscrição deve ser feita através do email palheta.bendita@gmail.com. A partir da meia-noite há foliada, jam session e baile improvisado na Associação Amigos do Sanguinhedo.
Em paralelo, a Quinta de Fora recebe a Feira de Construtores, sábado, entre as 14 e as 23 horas, no domingo, entre as 14 e as 18.
À exceção das oficinas, a entrada nas atividades é gratuita, sendo, no entanto, necessário o levantamento de bilhete para o concerto do Trio de Pedro Caldeira Cabral, na Loja Interativa de Turismo.
Para o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Joaquim Couto, “esta é uma iniciativa importante, na medida em que procura não deixar cair no esquecimento um conjunto de técnicas e de instrumentos tradicionais, preservando um património cultural muito relevante e com tradição na região, como a gaita-de-foles”.

Videos

Loading...

Siga-nos

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização