https://autosolucoes.pt/campanhas/

Trabalho remoto – Solução ou consequência?

Os acontecimentos mundiais marcaram sem dúvida um ponto de viragem no mercado de trabalho nacional.

O trabalho remoto, era algo pouco difundido em Portugal, mesmo nas empresas em que era possível exercer facilmente as suas atividades laborais em casa, mas atualmente esta é cada vez mais uma opção em cima da mesa, mesmo quando não existe obrigatoriedade de trabalhar a partir de casa.

Será o trabalho remoto uma solução viável para empresas e trabalhadores? Ou será apenas uma consequência dos acontecimentos e a tendência é que no futuro voltemos todos aos escritórios?

De acordo com o estudo sobre o futuro do trabalho em Portugal, os portugueses com o trabalho remoto conseguem poupar à volta de 160 euros, o que pode fazer uma grande diferença no orçamento familiar.

Este valor está relacionado essencialmente com os gastos relativos às deslocações, que por sua vez também poupam em tempo que podem passar em família, ou a trabalhar.

No entanto, as estatísticas mostram que os portugueses em regime de trabalho remoto acabam por trabalhar mais horas, mas são menos produtivos, algo que terá de mudar no caso de este ser um modelo replicável no futuro.

Não são todos os modelos de negócio que permitirão um regime de trabalho 100% remoto, no entanto, a adoção de um modelo de trabalho híbrido pode ser vantajoso para trabalhadores e empresas que deste modo conseguem reduzir custos, mantendo as ligações humanas entre colaboradores.

Empresas ligadas à tecnologia lideram trabalho remoto

Empresas de renome mundial ligadas à tecnologia como o Facebook ou Twitter admitem passar certas posições 100% remotas, já a gigante Google pensa elaborar uma estratégia de modelo híbrido onde se combina trabalho presencial e remoto de forma flexível.

Do lado da Apple a estratégia parece ser bastante conservadora, com a empresa a pedir aos funcionários que trabalhem nos seus escritórios de forma a manter o contacto com colegas e clientes.

E em Portugal?

A empresa Sonae está a estudar o melhor passo a ser dado na empresa, no entanto, com a diversidade de negócios da empresa, é expectável que algumas posições possam ser 100% remotas, enquanto outras terão necessariamente de funcionar num regime híbrido, ou presencial.

Também no caso da EDP, ou da REN a ideia é que os modelos de trabalho se alterem no futuro e passe a ser possível trabalhar de casa pelo menos alguns dias por semana.

Na verdade, quando analisamos os diversos setores, facilmente se chega à conclusão que as empresas ligadas à tecnologia são as que mais facilmente se adaptarão a um trabalho 100% remoto.

Por um lado, porque a tecnologia necessária à execução das suas tarefas pode ser utilizada em casa ou no escritório, por outro porque em muitos casos as tarefas acabam por ser solitárias e não existem contactos com clientes.

Trabalhar remotamente para o mercado online

É interessante analisar também que empresas que fornecem produtos ou serviços para serem utilizados online podem beneficiar do trabalho remoto, no sentido em que mais facilmente poderão adequar o seu produto ao seu público.

Empresas como a Fun Punch games, sediada em Lisboa responsável pelo desenvolvimento de jogos para computadores e consolas, ao produzir o seu produto no mesmo ambiente onde ele será utilizado pelos clientes, em casa, vai provavelmente ter atenção a detalhes que passariam despercebidos num ambiente de escritório.

Também a empresa do norte Fabamaq, responsável pelo desenvolvimento de jogos para casinos online, nomeadamente máquinas de slot, vai conseguir entender melhor que pormenores os seus jogos deverão ter para atrair jogadores.

Sendo a indústria dos casinos online, um dos mercados que mais tem crescido, nomeadamente com a promoção de jogos em formato exclusivo online como as máquinas de slot disponíveis em diferentes plataformas é essencial que as empresas que desenvolvam estes jogos entendam o ambiente em que estão os seus clientes.

Em outro nicho de mercado diferente, empresas responsáveis pela promoção de negócios exclusivos online como lojas online, ou promoção de negócios em redes sociais podem ter no trabalho remoto a oportunidade de entender melhor as necessidades dos seus clientes.

Não sendo a resposta para todos os problemas, o trabalho remoto pode sem dúvida ser uma solução positiva para muitos setores, inclusive para abrir portas a profissionais de todo o mundo sem a necessidade de alterar a sua residência.

Apesar das vantagens e desvantagens só a médio prazo saberemos como as empresas responderão a esta nova era laboral.

Foto Unsplash

Leia também...