https://autosolucoes.pt/

“Sons no Património” levam SAL a Santo Tirso

SAL, banda recentemente criada em Portugal, vai dar um concerto em Santo Tirso, a 11 de setembro, às 22h00, na Fábrica de Santo Thyrso. A entrada é livre.

SAL é um dos mais recentes projetos da música portuguesa atual, “resultado de um percurso repleto de energia, suor e lágrimas dos seus membros”. “Encontraram-se em Diabo na Cruz e durante mais de dez anos foram responsáveis por boa parte da sonoridade da banda e pela energia única das suas míticas apresentações ao vivo. À bateria do João Pinheiro, à voz e braguesa do Sérgio Pires, ao baixo do João Gil e às guitarras do Daniel Mestre com um passado comum ligado aos extintos Diabo na Cruz, juntam-se os teclados do Vicente Santos. Vindos de origens, percursos e heranças musicais diferentes, foi na estrada que consolidaram uma forte amizade e foi aí que cresceu e se solidificou o desejo de continuarem a compor e a escrever juntos e de transportar para o estúdio e para o palco a química que os uniu. SAL é o resultado de uma história de luta pela afirmação de uma identidade musical única”, pode ler-se na página da banda.

O concerto insere-se na iniciativa “Sons do Património”, promovida pela Área Metropolitana do Porto e que está integrada no projeto MATER17, financiado pelo Norte2020, que dará à área metropolitana “17 dias de atividades em torno do património cultural local, material e imaterial”, com “performances artísticas, visitas a espaços associados às tradições e aos saberes-fazer locais orientados por membros da comunidade, circuitos de jogos tradicionais portugueses pensados para famílias alargadas, projeção de documentários sobre o património cultural imaterial de cada concelho e os seus protagonistas, entre muitas outras atividades, que consigam propor novas formas de olhar e valorizar o património cultural do território”.

Foto: Júlia Lombão

Leia também...