Select Page

Seara vai investir 1,5 milhões em nova área de produção

Seara vai investir 1,5 milhões  em nova área de produção

Especializada no abate e na transformação de suínos, a Carnes Seara prepara-se para investir 1,5 milhões de euros para modernizar e expandir a área de produção e assim corresponder ao aumento esperado do volume de produção.

S
egundo o administrador Fernando Oliveira, a segunda geração da família na gestão da empresa, os objetivos deste projeto de investimento passam por “aumentar a produção em cerca de 20 por cento, ganhar novos mercados e desenvolver novos produtos”.
A empresa está instalada em Requião, concelho de Vila Nova de Famalicão, e exporta para Angola, Moçambique, Cabo Verde, Espanha e França, prevendo reforçar a importância das exportações – que representam 13 por cento do volume de negócios. Quanto à produção de novos produtos, esta estratégia desenhada permitirá “um crescimento de 15 por cento”. A nova área de produção estará concluída no início de 2017 e ficará equipada com tecnologia de ponta para “garantir a melhor qualidade e uma resposta eficaz aos desafios do mercado global”, apontou ainda o empresário.
O sucesso da Seara, fundada em 1974 por Francisco de Oliveira e Maria Leonor Seara, mede-se também pelos números que contabilizou em 2015: 31 milhões de euros em volume de negócios e 17 mil toneladas de produtos comercializados, a que acrescem 200 colaboradores e mais de 800 clientes.
A forte implantação do setor agroalimentar no concelho é o principal motivo para a importância da criação de um Centro de Competências do Agroalimentar que Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, voltou a reivindicar, por ocasião da visita àquela empresa no contexto do roteiro Famalicão Made IN, a 23 de maio. “Em Vila Nova de Famalicão está a formar-se o futuro cluster agroalimentar de Portugal graças ao contributo de empresas de referência nacional e internacional, altamente competitivas e tecnologicamente avançadas. Esta é uma área industrial em franca expansão, pelo que o País deve dar a melhor atenção a esta nossa bem fundamentada ambição”, concluiu.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização