Santo Tirso lança pacote de medidas de apoio social e económico – Jornal do Ave

https://muroplaco.pt/pt

Santo Tirso lança pacote de medidas de apoio social e económico

A Câmara Municipal de Santo Tirso lançou um pacote de medidas de apoio social e económico, com o objetivo de reduzir o impacto provocado pela pandemia no Município. Depois de um conjunto de decisões tomadas de combate à propagação da Covid-19, a autarquia decidiu reforçar os apoios dirigidos à população e às empresas de Santo Tirso, em face do Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República:

·       Higienização das ruas e dos espaços públicos em todas as antigas 24 freguesias do Município, nomeadamente mobiliário urbano, juntas de freguesia, centros de saúde, hospital, cemitérios, farmácias, correios, multibancos, praças de táxi, bancos, paragens de autocarro, entre outros

·       Reforço dos apoios sociais atribuídos no âmbito do Plano Municipal de Emergência Social, com vista a fazer face ao pagamento das faturas de água, luz, gás, renda, medicamentos ou alimentação

·       Aquisição de material de proteção individual, nomeadamente máscaras, luvas, gel desinfetante e fatos de proteção, para disponibilizar às autoridades de saúde, proteção civil e instituições

·       Suspensão do pagamento de parcómetros até ao mês de maio

·       Suspensão do pagamento de rendas dos estabelecimentos comerciais propriedade do Município, nomeadamente os que estão localizados na Fábrica de Santo Thyrso, Praça Coronel Baptista Coelho, Central de Transportes, entre outros, até ao mês de maio

·       Suspensão do pagamento de rendas dos espaços em funcionamento no Mercado Municipal até ao mês de maio

·       Suspensão do pagamento de taxas da Feira Semanal de Santo Tirso até ao mês de maio

·       Suspensão do pagamento de licenças das esplanadas dos estabelecimentos ligados à restauração até ao mês de maio

·       Suspensão do pagamento de licenças de exploração da publicidade até ao mês de maio

·       Criação de uma Bolsa de Voluntariado, em articulação com todas as Juntas de Freguesia

·       Disponibilização de alojamento para profissionais de saúde, numa parceria entre Município, Junta de Freguesia, Escola Profissional Agrícola Conde S. Bento e unidades hoteleiras

·       Reforço da ação da Polícia Municipal, enquanto fator dissuasor da utilização do espaço público

·       Cancelamento de todos os eventos organizados pela Câmara Municipal até 31 de maio.

Em parceria com todas as Juntas de Freguesia, a Câmara Municipal de Santo Tirso lançou também o programa “Todos Cuidamos de Todos”, de apoio à população socialmente vulnerável.

O programa consiste em dar resposta às necessidades detetadas em cada freguesia na compra de medicamentos (com ou sem receita médica), produtos alimentares e de higiene e refeições, e destina-se a idosos com mais de 70 anos, doentes crónicos ou com patologias associadas ou sem retaguarda familiar.

Em diálogo permanente, por videoconferência, com a Comissão Municipal de Proteção Civil, composta por cerca de 40 entidades, nomeadamente autoridades de saúde (ACES Santo Tirso/Trofa, delegado de saúde e hospital), proteção civil, bombeiros, forças de segurança, misericórdia, Segurança Social e Juntas de Freguesia, entre outras, a Câmara Municipal tem vindo a fazer o levantamento das necessidades que se verificam no terreno, com o objetivo de articular a melhor resposta, não apenas dirigida àqueles que estão na linha da frente no combate à pandemia, mas também à população em geral.

“O executivo municipal tem estado a trabalhar no plano interno, executando as medidas adequadas para garantir os serviços mínimos essenciais prestados à população de Santo Tirso, e também no plano externo, articulando um vasto leque de respostas com as Juntas de Freguesias, com as instituições, com as autoridades de saúde, proteção civil e forças de segurança e com as empresas, para tentar controlar a pandemia e atenuar os profundos efeitos sociais e económicos causados no Município”, explica Alberto Costa, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso.

Para Alberto Costa, a autarquia “está a atacar em diversas frentes ao mesmo tempo, porque a resposta à pandemia exige amplos e complexos desafios e exigências, em especial para as populações mais vulneráveis, como os idosos e aqueles que não têm retaguarda familiar, e também para os prestadores de cuidados de saúde”.

“Felizmente”, acrescenta Alberto Costa, “o executivo municipal já tinha lançado um conjunto de programas de apoio social que não foi preciso ativar, mas apenas reforçar, como, por exemplo, o Plano Municipal de Emergência Social, no âmbito do qual é possível à Câmara Municipal comparticipar despesas básicas como a luz, a água, a compra de medicamentos ou a renda”.

“Somos o Município da Área Metropolitana do Porto com mais amortecedores sociais, o que nos permite ter no terreno uma resposta à altura das necessidades até ao momento verificadas em todo o território municipal”, reconhece ainda o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso.

“Estamos a travar uma enorme batalha, provavelmente a maior das nossas vidas, mas a hora é de lutar, com coragem, força e confiança, pelo bem-estar comum”, assume Alberto Costa, acrescentando: “Se estivermos todos juntos a remar para o mesmo lado e a fazer tudo o que está ao nosso alcance, com sacrifício individual e coletivo, para enfrentar a pandemia, não tenho dúvidas de que vamos conseguir ultrapassar este momento difícil da história da Humanidade”.

“Vamos todos cuidar de todos”, deixa a certeza, em jeito de conclusão, o presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, sem antes “fazer um agradecimento especial a todos os profissionais de saúde que arriscam a vida para salvar a do próximo”.

O executivo municipal vai continuar a acompanhar a evolução da situação pandémica e dos efeitos do Estado de Emergência decretado em Portugal, avaliando, em cada momento, a necessidade de adoção de medidas complementares às já tomadas e a melhor resposta a dar em cada caso, em articulação com as juntas de freguesia, tecido institucional, empresas e entidades regionais e nacionais.

Anterior ao Estado de Emergência decretado pelo Presidente da República, o executivo municipal havia já também tomado as seguintes medidas, de resposta à propagação do Covid-19:

·       Encerramento de equipamentos e espaços municipais

o   Polidesportivo Municipal

o   Parque Desportivo Municipal Sara Moreira

o   Pavilhão Municipal

o   Piscina Municipal

o   Biblioteca Municipal

o   Centro Cultural Municipal de Vila das Aves

o   Centro Interpretativo do Monte Padrão

o   Museu Internacional de Escultura Contemporânea

o   Loja Interativa do Turismo

o   Espaço Digital santotirso.pt

o   Centro Interpretativo da Indústria Têxtil

o   IMOD – Incubadora de Moda e Design da Fábrica de Santo Thyrso

o   Nave Cultural da Fábrica de Santo Thyrso

o   WC públicos do Largo Coronel Baptista Coelho e do Parque D. Maria II

o   Equipamentos de jogos e recreio (parques infantis, Skate Park e Street Workout)

o   Canil/Gatil Municipal

·       Suspensão da Feira Semanal

·       Suspensão do programa Pedala

·       Suspensão do serviço de shuttle turístico (que liga a Central de Transportes ao aeroporto Francisco Sá Carneiro)

·       Suspensão do serviço de shuttle doméstico (estação ferroviária/central de transportes)

·       Suspensão dos programas Santo Tirso Ativo, Boccia Sénior e Desporto Adaptado

·       Encerramento ao público da Câmara Municipal, que está a funcionar em regime de serviços mínimos essenciais, privilegiando-se o atendimento não presencial.

Leia também...