Santo Tirso avança com projeto-piloto nas escolas para alimentação saudável

Santo Tirso avança com projeto-piloto nas escolas para alimentação saudável

Frutos secos, como nozes e avelãs, fiambre de aves, pão de centeio, ovo cozido, atum em água e fruta são alguns dos alimentos que integram as ementas de lanches e almoços servidos nas escolas de Santo Tirso. Projeto-piloto foi lançado pela Câmara Municipal e conta com o apoio da Direção Geral da Saúde e da Ordem dos Nutricionistas.

Foi entre mordidelas numa laranja que o pequeno Alexandre enumerou alguns dos alimentos saudáveis que passarão a fazer parte da rotina escolar: “Banana, laranja, maçã, pera…”. As frutas ajudam a colorir – e a tornar variados – os lanches servidos às crianças que frequentam o ensino pré-escolar e 1.º ciclo do concelho de Santo Tirso. Seguindo a prerrogativa do Governo, e celebrando um protocolo com a Direção Geral da Saúde, a autarquia lançou um projeto pioneiro que vai fazer das refeições feitas nas escolas uma ode à alimentação saudável.
Antes de se sentarem à mesa para o lanche da manhã de segunda-feira, 5 de março, os alunos da Escola da Ermida mostraram que no que à nutrição diz respeito, a lição está bem estudada, através de uma música que cantaram para o executivo municipal e para o secretário de Estado Adjunto e da Saúde. Na melodia, os mais pequenos prometeram prescindir “do chocolate e das gomas” e ao microfone do Jornal do Ave Carolina reiterou o compromisso, mesmo que o Pai Natal a alicie com um doce: “Guardo-o em casa e não o como”.

Além dos lanches, também as ementas do almoço serão elaboradas seguindo os critérios de uma alimentação saudável e serão alvo de “acompanhamento por parte de uma equipa multidisciplinar e fiscalização rigorosa”, adiantou Joaquim Couto, presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso.
O objetivo é que o exemplo dado na escola seja seguido em casa. “Normalmente, são os nossos filhos que nos chamam a atenção para pôr o cinto de segurança, não fumar, não beber. Muitas vezes, são eles os melhores embaixadores das boas práticas na família”, sublinhou o autarca.
O projeto da alimentação saudável já está em todas as escolas do concelho de Santo Tirso e, para o presidente da Câmara, é mais um exemplo de que “as boas relações entre a Administração Central e o Poder Local podem resultar em boas medidas para as populações”.
Para Fernando Araújo, secretário de Estado da Saúde, Santo Tirso é um “município exemplo”, porque “tem liderado políticas de promoção de alimentação saudável e atividade física” que o Governo “quer implementar noutros concelhos”. “Santo Tirso tem características únicas, a começar pelo presidente da Câmara, que tem esta visão de que os municípios têm funções e responsabilidades nos hábitos de vida dos cidadãos”, atestou.
Quanto às queixas que têm vindo a público sobre as refeições fornecidas por empresas nas escolas de todo o país, o secretário de Estado garantiu que o Governo “está atento” e, através do Ministério da Educação, “tomou medidas no sentido de aumentar as inspeções e a exigência e o rigor, para que as refeições tenham a qualidade pretendida”.

“Acho que foi uma excelente iniciativa da Câmara tornar os lanches muito mais variados e, acima de tudo, mais saudáveis. Devia ser obrigatório todas as crianças usufruírem destes lanches. É uma excelente oferta. O meu filho já tem uma alimentação cuidada e até tínhamos alguma dificuldade com os lanches que eram servidos anteriormente, porque ele tinha de trazer de casa, mas ultimamente tem pedido mais fruta, porque se habituou a comer na escola”.
Nádia Barbosa, Encarregada de educação

 

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização