Select Page

Santo Tirso acolheu profissionais de saúde nacionais e internacionais

Depois de Coimbra e Lisboa, Santo Tirso foi a cidade escolhida para ser palco do congresso promovido pela Sociedade Portuguesa de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial. 

Cerca de 500 participantes, nacionais e internacionais, de áreas como fisioterapia, cirurgia, medicina dentária, psicologia ou terapia da fala, debateram e partilharam conhecimentos da área da saúde, nomeadamente sobre disfunção temporomandibular e dor orofacial, bruxismo e patologia do sono.
“Abrimos os braços a representantes de outros países que nos vêm mostrar aquilo que estão a fazer e conseguir uma forma de orientar os profissionais de Portugal nesse caminho”, esclareceu Davide Sanz, presidente da Sociedade Portuguesa de Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial.
Já para o presidente da Comissão Organizadora do Congresso, Ricardo Dias, “esta intervenção interdisciplinar é um verdadeiro trabalho de colaboração entre as equipas clínicas, que podem ter que dar uma resposta a este tipo de doentes”. “A parte mais emocional de cada doente tem um forte contributo do ponto de vista daquilo que é a ideologia destas patologias, como a ansiedade, stress, alterações de comportamento ou as características dos padrões de sono. Esses fatores têm que ser valorizados e, por isso, tem que haver uma envolvência de todos para dar uma resposta adequada”, acrescentou.
Natural de Santo Tirso, Ricardo Santos foi um dos oradores do Congresso. O terapeuta da fala vê este como “um momento de atualização científica multidisciplinar e de discussão clínica, onde os profissionais de saúde falam a mesma linguagem” e partilham conhecimento. “Estes congressos têm essencialmente o objetivo de nos colocar em contacto, de partilhar o que é mais recente e de, daqui para a frente, conseguirmos encontrar respostas mais adequadas paras as pessoas que têm estes problemas de saúde”, considerou.
Para o vereador da Saúde da Câmara Municipal, José Pedro Machado, os “bons resultados” dos congressos que têm sido realizados em solo tirsense fazem com que “cada vez mais as pessoas liguem Santo Tirso à área da saúde”. “Todo o Município ganha, desde a Câmara Municipal, a hotelaria, a restauração ou as lojas do comércio tradicional, e fazemos com que as pessoas que participam nestes congressos voltem para conhecer tudo aquilo que Santo Tirso tem de bom para oferecer”, frisou.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização