Revitalização do Centro Urbano de Famalicão em discussão pública a partir de sexta-feira

Arranca sexta-feira, a 26 de abril, e decorre até 17 de maio o período formal de discussão pública sobre o processo da revitalização dos Espaços Públicos da Área Central da Cidade. A proposta de projeto, as plantas e as memórias descritivas das várias intervenções ficarão disponíveis no site do município, emwww.famalicao.pt, nesta sexta-feira, assim como uma ficha para sugestões e ideias sobre este processo de reabilitação e revitalização do centro urbano de Famalicão. Os contributos podem também ser apresentadas presencialmente, no Departamento de Ordenamento e Gestão Urbanística de Vila Nova de Famalicão, localizado no edifício dos Paços do Concelho.

Com esta intervenção pretende-se revitalizar e requalificar as praças urbanas da cidade, nomeadamente a Praça Dona Maria II, Praça Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, criando condições para uma maior atratividade do centro da cidade de Vila Nova de Famalicão, através da criação mais espaços pedonais e zonas sociais, permitindo uma maior mobilidade de pessoas e de meios de transporte suaves no centro urbano.

A intervenção insere-se no âmbito do desenvolvimento do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que prevê a promoção de estratégias de baixo teor de carbono na cidade, a melhoria do ambiente urbano e a sua revitalização e a recuperação de espaços públicos. Neste contexto insere-se a obra de reabilitação do Mercado Municipal, que foi adjudicada no passado dia 7 de março, em Reunião de Câmara, e a criação de uma rede de ciclovias urbanas, entre outras ações.

“Trata-se de uma intervenção de fundo que vai criar condições para que, do ponto de vista económico, do recreio e do lazer, daquilo que é a capacidade de acolhimento do centro da cidade, haja uma melhoria muito substancial em Vila Nova de Famalicão”, refere a propósito o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha. E acrescenta: “As cidades são para as pessoas que devem ter condições para desfrutarem dos espaços públicos”.

Refira-se que no início de março, no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, decorreu já uma sessão de esclarecimento sobre o processo da revitalização dos espaços públicos da área central da cidade com o lançamento da discussão e troca de ideias, com a presença do presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha e de várias dezenas de populares.

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem