Requalificação do Centro Escolar de Ermida concluída (c/video)

Ficou concluído o investimento de “cerca de um milhão de euros” que a Câmara Municipal de Santo Tirso aplicou no Centro Escolar de Ermida. O estabelecimento de ensino foi sendo intervencionado ao longo dos anos e conta agora com condições infraestruturais que a autarquia considera serem “de excelência”.

Segundo informação da autarquia, a última intervenção no Centro Escolar da Ermida custou cerca de “350 mil euros”. “Completamos o processo com a requalificação da segunda fase que, por

motivos alheios à vontade da Câmara não foi possível desenvolver no mandato anterior. Demos prioridade a esta conclusão para que o Centro Escolar da Ermida pudesse, em plenitude, prestar o seu serviço com eficiência e eficácia para que, amanhã, os meninos tenham o maior sucesso nas carreiras pessoais e profissionais”, declarou Joaquim Couto, presidente do município. “A par da coesão social”, a educação tem sido uma das áreas onde a autarquia tirsense “mais tem investido”. Joaquim Couto enumerou “a retirada do amianto das escolas do concelho” e “a remodelação de outros estabelecimentos”, sem esquecer as medidas implementadas para promover “a igualdade”, como “os transportes gratuitos para os jovens que frequentem o Ensino Secundário, a oferta dos lanches escolares e o Programa Mimar”. A direção do Agrupamento de Escolas Tomaz Pelayo nota a aposta da autarquia no melhoramento do parque escolar. Fernando Almeida, diretor, sublinhou “a política continuada de investimento”, que “significa um estímulo para melhorar o serviço educativo e um desafio, pois permite diversificar a oferta e as soluções em termos formativos”. O diretor do Agrupamento frisou ainda que a prova de que o investimento aplicado no Parque Escolar dá resultados foi “a subida verificada pela Escola Secundária Tomaz Pelayo no ranking nacional”. “Muitas instituições públicas e privadas tidas como de referência ficaram a largas posições de distância da nossa, o que nos enche de satisfação e, mais uma vez, nos encoraja a reforçar as práticas no sentido da melhoria”, acrescentou. E as melhorias introduzidas no Centro Escolar da Ermida já tiveram consequências e uma delas foi o aumento da procura. “Neste momento, estamos com lotação máxima”, referiu, sem esquecer que a localização também é um trunfo, já que “beneficia da proximidade ao centro urbano, mas desfruta de uma magnífica calma”. O Centro Escolar da Ermida conta com duas turmas de pré-escolar e quatro turmas do 1.º ciclo.

Mais intervenções

Em S. Miguel do Couto, o presidente da Câmara Municipal garantiu que o investimento nas infraestruturas “vai continuar”. “Proximamente será lançado o concurso para a Escola do Bom Nome, em Vila das Aves, a Escola Conde S. Bento, que foi alvo de um protocolo assinado entre a Câmara e a União de Freguesias, num investimento de 500 mil euros, e a Escola Básica Integrada de S. Martinho do Campo”, adiantou Joaquim Couto. Relativamente aos estabelecimentos cuja manutenção cabe ao Estado, o autarca anunciou que “já há orientação do Ministério para avançar com os processos para as reformas às escolas básicas 2/3 de S. Rosendo e de Vila das Aves”. Ao todo, estes investimentos estão orçados “em cinco milhões de euros”, referiu.

 

Obrigado por ler esta notícia

Veja tambem