Rede de Museus de Famalicão define missão e abraça novos desafios – Jornal do Ave

https://muroplaco.pt/pt

Rede de Museus de Famalicão define missão e abraça novos desafios

No arranque de uma nova década, a Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão que integra doze estruturas museológicas do concelho, deu à estampa o livro “Definir a Missão… da necessidade ao desafio”, lançado em colaboração com o Citcem (Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória); a Fundação para a Ciência e a Tecnologia; a Faculdade de Letras da Universidade do Porto e a associação Acesso Cultura.

O livro que promove a reflexão sobre o papel que cada museu desempenha, a sua missão e os seus desafios para o futuro, coloca a Rede de Museus de Famalicão no centro do debate nacional e internacional sobre “Ser Museu no Século XXI”.

Ao longo de mais de 60 páginas é dada a palavra aos doze museus que integram rede, incluindo a visão de cada um, a missão, cinco objetivos, cinco ações e as palavras que inspiram as equipas de cada entidade.

O técnico especialista no Gabinete da Secretária de Estado Adjunta e do Património Cultural, Joaquim Jorge, que apresentou o livro, congratulou o município de Famalicão, “que tem uma Rede de Museus que fez um trabalho importante, que o divulga e publica em livro, disponibilizando também em inglês e colocando-o online, acessível a todos.” Para o responsável, este livro representa “o materializar de um trabalho extenso e profundo concretizado pelos museus de Famalicão”.

Para o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, “este livro é base de um trabalho ambicioso por parte da nossa Rede de Museus, um trabalho que reflete a cooperação e partilha de experiências das várias estruturas, e que pretende posicionar a rede no panorama museológico nacional”.

O livro é uma edição da Câmara Municipal de Famalicão, sendo o primeiro número da coleção monográfica “Ser e fazer museu no século XXI”, destinada a profissionais de museus e público em geral, onde se partilham diversos temas da museologia no território. Uma publicação, bilingue e adaptada para linguagem clara, está disponível online em www.famalicao.pt.

Refira-se que a apresentação da publicação decorreu no âmbito da comemoração do sétimo aniversário da Rede de Museus de Famalicão, que aconteceu em finais de novembro, integrando o debate “Ser Museu no Século XXI!”

A Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão é constituída por doze unidades museológicas – Casa de Camilo: Museu. Centro de Estudos; Casa-Museu Soledade Malvar; Museu Bernardino Machado; Museu Cívico e Religioso de Mouquim; Museu da Confraria de Nossa Senhora do Carmo de Lemenhe; Museu da Guerra Colonial; Museu da Indústria Têxtil da Bacia do Ave; Museu de Arte Sacra da Capela da Lapa; Museu de Cerâmica Artística da Fundação Castro Alves; Museu do Automóvel; Museu Fundação Cupertino de Miranda – Centro Português do Surrealismo; Museu Nacional Ferroviário – Núcleo de Lousado.

Desde a sua fundação procura a valorização dos museus que integram a rede, através de uma política de cooperação e articulação entre si, com vista à promoção, valorização e difusão das suas coleções museológicas, bem como de ações de capacitação das equipas que os constituem, como o caso dos Encontros da Rede de Museus de Vila Nova de Famalicão que se iniciaram em 2016.

Leia também...