https://autosolucoes.pt/viaturas/

Rebordões – Parque do Rosal vai ser requalificado

O Presidente da Câmara Municipal de Santo Tirso, Alberto Costa, apresentou, a 29 de maio, o projeto de requalificação do Parque do Rosal, em Rebordões. O investimento ascende aos 238 mil euros e a obra será cofinanciada pelo Fundo Ambiental.

“Este parque é um anseio da população e da Junta de Freguesia de Rebordões à qual a Câmara não pode deixar de atender”, explicou o presidente da Câmara, Alberto Costa, lembrando que, em conjunto, “foi possível concretizar este desejo dos rebordoenses”.

Com a requalificação, o Parque do Rosal passará a ser dotado de uma praça de entrada e zona de estacionamento paralela à rua do Rosal, que servirá também de plataforma para a realização de atividades e eventos. As margens ribeirinhas serão beneficiadas com a consolidação da represa e do rego de consortes. Prevista está, também, a valorização da biodiversidade e da fauna local, a criação de uma rede de percursos pedonais, o alargamento da zona de merendas e a construção de instalações sanitárias.

Para a presidente da Junta de Freguesia de Rebordões, Elsa Mota, esta é a concretização de um anseio da população que “já há muito tempo utiliza o espaço para convívios”.

“Queremos ver este parque requalificado, com melhores condições e infraestruturas para torná-lo ainda mais bonito do que aquilo que é”, adiantou.

A Agência Portuguesa do Ambiente é parceira da requalificação, tendo o seu vice-presidente, Pimenta Machado, assumido o compromisso de ser assinado, em breve, “um protocolo com a Câmara Municipal para criar condições para financiar este projeto”.

Pimenta Machado destacou a “aposta da autarquia no desenvolvimento sustentável”, sublinhando que irá “trabalhar com a Câmara Municipal para criar condições para concretizar o parque, rapidamente”.

Alberto Costa explicou que a intervenção se insere na estratégia global do Município de “criar, valorizar e revitalizar os espaços verdes” e congratulou-se com o lançamento de um projeto que “será uma realidade em breve” e que “irá influenciar tremendamente a qualidade de vida das pessoas”.

Leia também...