https://autosolucoes.pt/campanhas/

Reabilitação da Junta de Riba de Ave contemplou posto dos CTT

Está resolvido o problema quanto à existência de posto dos CTT em Riba de Ave. Após o plano de reestruturação da empresa, que decidiu pelo encerramento da loja existente, a Junta de Freguesia, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, abriu o serviço no edifício sede, após realizar obras de reabilitação no edifício. O investimento de cerca de 60 mil euros foi suportado pela autarquia. A inauguração aconteceu na manhã de segunda-feira, 12 de março.

Apesar de não ser esta a “solução pretendida”, a presidente da Junta, Susana Pereira, estava com “a sensação de dever cumprido”, ao assegurar a continuidade do serviço de correios na freguesia. “Não podemos ficar eternamente à espera que as coisas se resolvam. Temos de ser proativos, já temos outras situações que se estão a arrastar e não vemos solução. Agora, temos os CTT e o Espaço do Cidadão, que é um serviço muito procurado por ribadavenses e pessoas de outras freguesias, inclusive de outros concelhos. E o próprio serviço da Junta está muito mais digno”, afirmou.
Apesar de reconhecer que a decisão de se instalar o posto dos CTT na Junta “fez com que se acelerasse” a realização das obras, o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, assegurou que a requalificação do edifício era uma “necessidade” que já estava sinalizada. “Do conjunto de intervenções que aqui (sede da Junta) foram feitas, o espaço dos CTT é uma ínfima parte”, afirmou o autarca.
A Junta de Freguesia contratou uma pessoa para assegurar o atendimento do posto dos CTT, que vai transitar todos os serviços para aquele local. Pedro Neves, diretor da região Norte dos CTT, afirmou que a empresa, aquando do plano de transformação, em nenhum momento pretendia abandonar qualquer população”. “Isso ficou evidente desde o primeiro momento, em que, em parceria com a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal, mostramos a nossa disponibilidade e vontade de permanecer em Riba de Ave”, sustentou. Sobre a solução encontrada, considera esta “a melhor” no que respeita ao “serviço” que os CTT querem “continuar a a prestar”, assinalou.
Paralelamente à inauguração da reabilitação do espaço da Junta de Freguesia, foi anunciada uma solução para o estacionamento, cuja necessidade vai aumentar naquela zona com o funcionamento do posto dos correios. Paulo Cunha afirmou que “o terreno que está a ser utilizado pela autarquia, e que faz parte do logradouro da biblioteca municipal”, vai ser “melhorado” com “novas condições de acesso e demarcação de espaços”. Este espaço poderá estar concluído “em poucos meses”, referiu o presidente da Câmara. Susana Pereira considera que o novo parque de estacionamento “vai facilitar a vida das pessoas, “principalmente aquelas que vêm buscar os apartados”.
Quanto à loja dos CTT, vai ficar aberta em simultâneo com o posto da Junta durante alguns dias em regime de transição. Os dois funcionários da loja “vão ser transferidos para outros postos de proximidade”, esclareceu Pedro Neves.

Leia também...