https://autosolucoes.pt/

Programa Acompanhar apoia mais de 940 crianças e jovens em risco

O Programa Acompanhar, desenvolvido há cinco anos pelo Município de Vila Nova de Famalicão para apoiar crianças e jovens em risco de aprendizagem, já chega a 7,4 % da população estudantil de Famalicão em idade de escolaridade obrigatória. Só em 2020 foram 943 as crianças e jovens envolvidos, entre os 6 e os 21 anos e de todos os estabelecimentos de ensino do concelho, sendo que cada um destes participantes esteve envolvido em pelo menos 30 horas de capacitação, tutoria ou mentoria.

Reconhecido como boa prática a replicar pela Direção-Geral da Educação, apesar do ano atípico, o Programa Acompanhar conseguiu alargar a sua ação a mais parceiros sociais. A rede do programa incorpora mais de duas dezenas de parceiros desde estabelecimentos de ensino, IPSS, cooperativas, organismos públicos e associações juvenis.

A taxa de sucesso educativo no ano letivo de 2019/2020 foi de 99,36%.

Do total de alunos envolvidos, 239 apresentavam pelo menos duas retenções, grande parte deles a frequentar percursos alternativos de formação. Os números são ainda mais relevantes se tivermos em conta que do total, 371 estavam em situação de risco, incluindo o risco de abandono escolar. E 45 alunos apresentavam necessidades especiais.

Outro dado relevante é o envolvimento de 73 jovens na qualidade de Tutores de Pares, jovens facilitadores de processos de inclusão inteligentes que com a sua experiência auxiliam os tutores no processo de capacitação e inclusão de jovens em risco.

Nos últimos 5 anos, o Acompanhar mediu os níveis de envolvimento dos alunos com a escola e pelo quinto ano consecutivo o envolvimento escolar total melhorou. Numa escala que vai do 1 ao 4, é possível verificar que de uma forma global o Programa Acompanhar tem permitido a melhoria progressiva dos índices de envolvimento escolar dos alunos envolvidos, tanto nos níveis de envolvimento cognitivo, como no psicológico. Em 2015/16 o resultado centrava-se nos 2,96, em 2016/17 evoluiu para os 3,015, em 2017/18 para os 3,04, em 2018/19 centrou-se nos 3.12 e no ano letivo de 2019/20 o resultado chegou aos 3,35. A amostra de alunos envolvidos nesta análise tem sido, na sua grande maioria, a mesma, no sentido de facultar dados fidedignos.

O Programa Acompanhar pretende potenciar e apoiar os estabelecimentos de ensino do concelho na implementação de projetos de boas práticas na área do acompanhamento e inclusão inteligente de alunos em especial situação de risco ou que não estão integrados em qualquer tipo de resposta socioeducativa complementar.

O vereador da Educação da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Leonel Rocha, assinalou que “ao fim de cinco anos é possível perceber que a estratégia tem tido sucesso, não só pelo nível crescente de alunos envolvidos, mas pelo reconhecimento e empenho da comunidade escolar e pelos indicadores de envolvimento escolar que evidenciam melhorias reais e concretas de forma sustentada.” 

A metodologia do Programa Acompanhar assenta no princípio da Investigação-Relação-Ação numa resposta socioeducativa tendo por base a Tutoria de Pares e a Mentoria.

O Programa Acompanhar trabalha em estreita colaboração com os Agrupamentos de Escolas, o Projeto Eurobairro e a CPCJ de Famalicão.

Leia também...