Select Page

População tirsense chamada a pronunciar-se sobre revisão do PDM

População tirsense chamada a pronunciar-se sobre revisão do PDM

Com o objetivo de “atualizar” o documento para permitir “o lançamento de reformas que permitam ao Município ganhar ainda mais atratividade, competitividade e sustentabilidade”, a Câmara Municipal de Santo Tirso avançou para a segunda revisão do Plano Diretor Municipal (PDM).

Em vista está, segundo a autarquia, a “valorização do património natural e sociocultural do Município”, o reforço da “resiliência do sistema urbano”, o “fortalecimento da estrutura económica”, a “melhoria da mobilidade e acessibilidade aos equipamentos e serviços”, assim como “da governança e da cultura territorial”.

No sentido de recolher sugestões da população sobre a forma como se deve orientar território, durante este mês, a autarquia realiza sessões participativas por todo o concelho.

As primeiras acontecem este sábado, 15 de junho, na Junta de Freguesia de Vilarinho (14 horas) e de S. Tomé de Negrelos (17.30 horas). Na segunda-feira, dia 17, as sessões decorrem no polo de S. Martinho da Junta de Freguesia de Vila Nova do Campo e na Junta de Freguesia de Roriz, às 20.30 horas.

À mesma hora, mas a 18 de junho, a sessão participativa tem lugar na Junta de Freguesia de Vila das Aves, seguindo-se a União de Freguesias de Santo Tirso, Couto (Santa Cristina e S. Miguel) e Burgães, na sede da Junta, na cidade de Santo Tirso, às 20.30 horas de 25 de junho.

No dia seguinte, às 21 horas, a sessão decorre na Junta de Freguesia da Agrela e a 27 de junho é a vez da União de Freguesias de Lamelas e Guimarei, com a iniciativa a decorrer na sede da Junta, em Lamelas, às 21 horas. À mesma hora, há uma sessão na sede da União de Freguesias de Além Rio, em Areias.

Vinte e nove de junho é o último dia das sessões participativas, que começam na sede da União de Freguesias de Carreira e Refojos e na da Junta de Freguesia de Rebordões, às 14 horas, passando por Água Longa, no Centro Escolar de Arcozelo, e Monte Córdova, no Salão Paroquial, às 17.30 horas, até à Reguenga, na Junta de Freguesia, às 21 horas.

Esta medida segue-se ao período de discussão pública e para o presidente da Câmara Municipal, Alberto Costa, assume um papel “fundamental”, uma vez que “está em causa um documento tão importante na definição da estratégia territorial do Município e que serve de instrumento de referência para a elaboração dos demais planos municipais”.

O PDM de Santo Tirso foi publicado pela primeira vez em 1994 e a primeira revisão aconteceu em 2011.

Videos

Loading...

Siga-nos

1ª pagina edição Papel

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização