Auto Soluções

Pianista Joana Gama apresenta concerto para crianças em Santo Tirso

O Centro de Arte Alberto Carneiro recebe, dia 12 de novembro, “As árvores não têm pernas para andar”, um concerto especial para os mais novos da pianista Joana Gama. A partir de um pequeno grande instrumento, o toy piano, o convite é para viajar pela diversidade das árvores — que é como quem diz, das diferenças entre a música de cá e do outro lado do mundo. A entrada é gratuita.

A pianista Joana Gama toca no piano uma analogia de árvores e música no Centro de Arte Alberto Carneiro, em Santo Tirso. Com duas sessões, às 10h00 e às 11h00, do dia 12 de novembro, o espetáculo conta como, a partir do momento em que são semeadas, as árvores permanecem sempre no mesmo sítio, a partir do qual se alimentam, se defendem e se reproduzem.

Não são, pois, como as pessoas, que, nascendo num país, podem viajar ou até ir morar para o outro lado do planeta. As árvores, tal como a música que difere de continente para continente, apresentam-se de maneiras muito diferentes espalhadas pelo mundo: árvores que são autênticas casas, outras que movem multidões para serem admiradas, outras que produzem material que chega até à lua.

Neste concerto, ao comando de um pequeno grande instrumento, o toy piano, Joana Gama dá a conhecer estas e outras histórias sobre o mundo maravilhoso das árvores.

O espetáculo, dirigido a crianças entre os 3 e os 6 anos e respetivas famílias, tem a duração de 35 minutos e inclui uma conversa com o público no final.

A entrada é gratuita, mas a inscrição é obrigatória, podendo ser feita através do email cultura@cm-stirso.pt, ou pelo telefone 252 870 020

O concerto “As árvores não têm pernas para andar” é uma coprodução Fundação Lapa do Lobo, Teatro Municipal do Porto – Rivoli . Campo Alegre, São Luiz Teatro Municipal, A Oficina, CAE Sever do Vouga. Vai contar ainda com apresentações exclusivas para as escolas do concelho nos dias 10 e 11 de novembro.

Joana Gama (Braga, 1983) é uma pianista portuguesa que se desdobra em múltiplos projetos quer a solo, quer em colaborações nas áreas do cinema, da dança, do teatro, da fotografia e da música. Doutorada pela Universidade de Évora, prossegue as suas investigações enquanto membro do CESEM. A sua discografia está presente nas editoras Shhpuma, Room40, mpmp, Pianola, Grand Piano, Boca/Douda Correria e Holuzam. Esta é a sua terceira criação para o público mais jovem, depois de “Nocturno” (cocriação com Victor Hugo Pontes) e “Eu gosto muito do Senhor Satie”.

Leia também...