https://muroplaco.pt/pt

Pedro Cabrita Reis conclui escultura

“A obra está finalmente terminada”. Estas foram as palavras do escultor Pedro Cabrita Reis, que concluiu, 17 anos depois, “Uma escultura para Santo Tirso”. A obra integra o acervo de 54 esculturas ao ar livre dispersas pela cidade de Santo Tirso.

Na madrugada de sábado, 30 de junho, a obra foi vandalizada, tendo sido deitada abaixo parte da porta. A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Santo Tirso registou a ocorrência, mas, segundo o JN, Pedro Cabrita Reis quer manter a obra como está. “Não é vandalismo, é manifestação de criatividade de alguém que não quis deixar de se associar ao processo artístico”, adiantou.
Convidado, em 2001, por Alberto Carneiro para integrar o projeto do Museu Internacional de Escultura Contemporânea (MIEC) ao ar livre, Pedro Cabrita Reis criou “Uma escultura para Santo Tirso”, que, segundo o escultor, “foi impecavelmente” realizada pelos técnicos da Câmara Municipal. “Segundo os meus desenhos, no local por mim escolhido, perto da cascata, poderoso e belo ‘objeto’ na cidade que confere ao lugar uma especial magia”, recorda o escultor.

 

 

Leia a reportagem na íntegra na edição n.º 135 do Jornal do Ave, já nas bancas.

Leia também...