Paulo Cunha reclama urgência na criação de laboratório para realização de testes em Famalicão

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pede para o concelho a instalação urgente de um laboratório de recolha e análises de testes COVID-19, uma vez que não está a ser assegurada no território a realização dos testes necessários, nomeadamente junto da população idosa institucionalizada e dos funcionários das instituições.

O autarca já se disponibilizou para suportar os custos de um rastreio geral à população sénior institucionalizada e para ajudar com tudo o que for necessário do ponto de vista logístico, mas as  respostas das entidades de saúde locais remetem para a complexidade da operação e para a operacional ao nível do rastreio e do trabalho consequente que se impõem.

“A situação reclama uma intervenção urgente, cada minuto é um minuto a mais, mas a verdade é que não estamos a obter as respostas necessárias por parte das entidades de saúde”, diz o presidente da Câmara Municipal.

Ainda ontem, a situação no lar do Centro Social e Cultural de S. Pedro de Bairro estava em 9 utentes positivos, dos 50 residentes e para 5 resultados positivos entre os funcionários. Apesar do foco infecioso detetado e da vulnerabilidade da população residente, e apesar dos esforços efetuados, a Câmara Municipal foi informada que ainda não foi realizado o  rastreio de todos os seniores residentes dada a incapacidade de resposta.

“O município de Famalicão sabe que o ACeS – Agrupamento de Centros de Saúde está a diligenciar com a ARS Norte a implementação no concelho de um  laboratório convencionado, para realizar colheita dos testes. Peço que o façam com a maior brevidade possível. Estamos inteiramente disponíveis para ajudar, não podemos é esperar que um assunto desta delicadeza fique sem resposta das entidades de saúde”, diz Paulo Cunha.

Notícias relacionadas...

Este site utiliza cookies para lhe oferecer uma experiência mais personalizada. Ao navegar está a permitir a sua utilização